PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com time reserva, Inter vence Atlético-GO pelas oitavas de final da Copa do Brasil

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

28/10/2020 20h52

O Internacional venceu o Atlético-GO por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Estádio Olímpico, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O atacante Leandro Fernández e o lateral-esquerdo Moisés marcaram para os visitantes, enquanto o goleiro Jean diminuiu para os donos da casa em cobrança de pênalti.

O Colorado pressionou nos minutos iniciais do confronto e conseguiu abrir o placar. Com o revés, o Dragão se lançou ao ataque, mas sem efetividade. No segundo tempo, o time de Eduardo Coudet ampliou na primeira oportunidade que criou. Já nos acréscimos, a equipe goiana diminuiu.

A partida de volta ocorrerá na próxima terça-feira, no Beira-Rio. O Inter se classifica em caso de uma nova vitória ou empate. Se o Atlético vencer por um gol de dierença, a eliminatória será decidida nos pênaltis. Com qualquer outra vitória, o Dragão passe de fase.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Internacional enfrentará o Corinthians, no sábado, na Neo Química Arena, pela 19ª e última rodada do primeiro turno. No mesmo dia, o Atlético-GO visitará o Coritiba, no Couto Pereira.

O JOGO

Mesmo com um time praticamente reserva, o Internacional iniciou a partida com tudo, pressionando o Atlético-GO. Logo no primeiro minuto, Nonato arriscou uma finalização de dentro da área após cruzamento da esquerda e carimbou a defesa do Dragão. Três minutos depois, William Pottker cabeceou rente à trave.

Aos nove minutos, foi a vez de Marcos Guilherme assustar. O camisa 23 arrematou da entrada da área e assustou os donos da casa. O meia-atacante também foi fundamental para que o Inter inaugurasse o marcador, cruzando na medida para Leandro Fernández cabecear e estufar as redes aos 12 minutos.

Com o gol sofrido, o Atlético acordou e passou a tomar as iniciativas do jogo. A melhor chance do Dragão foi criada por Janderson, que recebeu dentro da área aos 22 minutos, driblou Lomba e caiu. Inicialmente, o árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou pênalti, mas voltou atrás ao consultar o VAR e perceber que o atacante, inexplicavelmente, desabou sem qualquer contato com o goleiro.

Antes do intervalo, a equipe comandada por Eduardo Souza criou outras duas oportunidades. Enquanto o goleiro Jean cobrou falta e exigiu uma boa defesa de Marcelo Lomba, o volante Baralhas ofereceu perigo em um chute da entrada da área aos 44.

SEGUNDO TEMPO

Assim como na parte final da primeira etapa, o Atlético-GO iniciou o segundo tempo em busca do empate. O atacante Hyuri ofereceu perigo em duas oportunidades, ambas de cabeça, mas não conseguiu acertar o alvo.

Mas na primeira chance que teve na etapa complementar, o Inter ampliou. Moisés tabelou com Leandro Fernández, saiu na cara de Jean e bateu de pé esquerdo. A bola bateu caprichosamente na trave antes de entrar.

Após o segundo gol sofrido, o Dragão teve dificuldades para oferecer perigo real aos visitantes. Janderson até exigiu uma defesa de Lomba em um chute de longe, mas só. O Colorado, por outro lado, assustou com William Pottker e Edenílson.

Já nos acréscimos, Wellington Rato disputou a bola com Abel Hernández e o árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou pênalti. O goleiro Jean bateu forte no canto inferior esquerdo e deu números finais para a partida.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 1 X 2 INTERNACIONAL

Data: 28 de outubro de 2020 (quarta-feira)

Horário: 19h (de Brasília)

Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Michael Correia (RJ) e Luiz Cláudio Regazone (RJ)

VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Cartões amarelos: João Victor e Janderson (Atlético-GO); Moisés, Patrick e Edenílson (Internacional)

GOLS: Leandro Fernández, aos 12 minutos do 1ºT, e Moisés, aos 15 minutos do 2ºT (Internacional); Jean, aos 46 minutos do 2ºT (Atlético-GO)

ATLÉTICO-GO: Jean; Luan Sales (Gilvan), João Victor, Éder Ferreira e Nicolas; Willian Maranhão (Juninho Brandão), Baralhas e Chico; Janderson (Matheuzinho), Hyuri (Wellington Rato) e Matheus Vargas (Oliveira).

Técnico: Eduardo Souza

INTERNACIONAL: Mareclo Lomba; Rodinei, Víctor Cuesta, Pedro Henrique e Moisés; Musto, Nonato (João Peglow) e Praxedes (Edenílson); William Pottker (D'Alessandro), Leandro Fernández (Abel Hernández) e Marcos Guilherme (Patrick).

Técnico: Eduardo Coudet

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Futebol