PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo elimina Fortaleza de Ceni após 20 pênaltis e avança na Copa do Brasil

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

25/10/2020 22h59

O São Paulo está nas quartas de final da Copa do Brasil. Na noite deste domingo, o time de Fernando Diniz venceu o Fortaleza de Rogério Ceni nos pênaltis por 10 a 9. Volpi pegou o chute de Gabriel Dias, único a desperdiçar.

A disputa foi para a marca da cal depois de um empate por 2 a 2 no tempo regulamentar. O Tricolor Paulista chegou a abrir 2 a 0 com dois gols do garoto Brenner e também graças a defesas cruciais de Tiago Volpi. Mas, após um erro de Diego na saída de bola, David diminuiu. E nos acréscimos, Roger Carvalho, de cabeça, empatou.

Na partida de ida, no Castelão, as equipes ficaram no 3 a 3.

E agora?

Os confrontos das quartas de final serão definidos por um sorteio promovido pela CBF.

Resumo do jogo

Bastou o apito inicial do árbitro para o São Paulo partir para cima do Fortaleza. A pressão imposta pelos mandantes não demorou para surtir efeito. Brenner, mais uma vez, estava no lugar certo e na hora certo quando a bola pipocava dentro da área rival. Com um belo giro, a revelação são-paulino abriu o placar.

Daí para frente, os visitantes adiantaram as linhas de marcação. Ainda assim, o São Paulo manteve o controle do confronto até o intervalo. As chances de gol, porém, foram poucas. Igor Gomes foi quem mais assustou em chute da entrada da área.

Na etapa final, o Leão conseguiu equilibrar as ações nos minutos iniciais, passou a deter mais a bola e desperdiçou uma oportunidade clara de gol com Gabriel Dias, que saiu cara a cara com Volpi depois de rápido contra-ataque, mas parou na defesa do goleiro.

Volpi, aliás, voltou a salvar o São Paulo pouco depois. Yuri César foi a vítima da vez.

E quem não faz, toma! A velha máxima do futebol nunca erra. Em uma rara chegada ao ataque, Brenner ficou com a segunda bola dentro da área e mandou de primeira para o fundo do gol.

O placar era confortável até o zagueiro Diego entregar na saída de bola. Erro fatal. David deslocou Volpi e colocou o Fortaleza no jogo novamente.

E nos acréscimos, Daniel Alves cometeu falta na entrada da área. A bola alçada acabou com o gol de empate de Roger Carvalho, para frustração dos donos da casa e euforia dos visitantes.

Pênaltis

Na marca da cal, as batidas caprichadas chamaram atenção. Ninguém perdeu até a 10ª batida. Gabriel Dias parou em Volpi e Léo Pelé marcou o gol que garantiu a classificação do São Paulo.

Na sequência

O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira, desta vez para abrir o duelo de mata-mata contra o Lanús, na Argentina, pela Copa Sul-Americana. O jogo está marcado para às 19h15 (horário de Brasília).

Pelo Campeonato Brasileiro, o Tricolor vai encarar o Flamengo, no domingo, às 16h, no Maracanã.

O Fortaleza vai receber o Fluminense no próximo sábado, às 21h, no Castelão, também pelo Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 (10) X (9) 2 FORTALEZA

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 25 de outubro de 2020, domingo

Horário: 20h30 (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza (ambos do RS)

VAR: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)

GOLS

São Paulo: Brenner, aos 10 minutos do 1T e aos 26 minutos do 2T

Fortaleza: David, aos 35, e Roger Carvalho, aos 46 minutos do 2T

PÊNALTIS

São Paulo: Converteram: Reinaldo, Tchê Tchê, Daniel Alves, Pablo, Vitor Bueno, Tiago Volpi, Bruno Alves, Arboleda, Diego Costa, Léo Pelé

Fortaleza: Converteram: Juninho, Wellington Paulista, Bruno Melo, Marlon, Max Walef, Yuri César, Paulão, Osvaldo, Roger Carvalho Desperdiçou: Gabriel Dias.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Tchê Tchê, Diego Costa, Bruno Alves, Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara (Léo Pelé), Igor Gomes (Arboleda); Luciano (Pablo) e Brenner (Vitor Bueno).

Técnico: Marcio Araújo (Fernando Diniz suspenso)

FORTALEZA: Max Walef; Gabriel Dias, Paulão, Roger Carvalho e Bruno Belo; Felipe (Igor Torres), Juninho (Vásquez), Tinga (Osvaldo), Ronald (Yuri César), Romarinho (Marlon) e David (Wellington Paulista).

Técnico: Rogério Ceni

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Futebol