Camisa do Pelé vira pergunta do milhão, mas ele nem sempre foi número 10

A camisa 10 de Pelé rendeu o prêmio de R$ 1 milhão para uma participante do programa "Quem quer ser um milionário" (TV Globo). Jullie Dutra, uma jornalista de Pernambuco, respondeu à pergunta: "Pelé foi campeão da Copa do Mundo de 1958 usando qual número na camisa?" As opções eram 10, 11, 17 e 18. E a resposta certa é 10.

Pelé se consagrou com o 10 e eternizou o número, mas a identificação da camisa do craque variou ao longo de sua carreira.

O "rei do futebol" começou sua carreira na categoria infantojuvenil do Bauru Atlético Clube, usando a camisa 8 (ou 9). Pelé já deu versões diferentes sobre seu número no início da carreira. Ao Esporte Interativo, ele afirmou que usava a 8 no interior de São Paulo. Já à Placar, ele disse que também usava a 9.

Pelé, aos 13 anos, com equipe do Bauru Atletico Clube (BAC),de Bauru (SP)
Pelé, aos 13 anos, com equipe do Bauru Atletico Clube (BAC),de Bauru (SP) Imagem: Divulgação/Bauru Atlético Clube

Ao chegar ao Santos, em 1956, Pelé logo trocou a 8 pela 10, que era de Válter Vasconcelos. O veterano sofreu uma lesão grave poucos meses depois da chegada do adolescente ao Alvinegro Praiano, deixando a responsabilidade pela camisa com o futuro "Rei", de apenas 16 anos.

Em 1958, já convocado para a seleção, Pelé teria de voltar à camisa 8. Mas acabou se tornando o 10 em uma história que já recebeu diversas versões.

O craque chegou a falar que era o 10 por ser o décimo atleta brasileiro inscrito. Já Zagallo, que era ponta esquerdo no time, afirmou que a numeração da camisa foi escolhida de acordo com a numeração colocada nas malas de viagem dos jogadores.

Seja lá qual for a versão correta, Pelé assumiu de vez a camisa 10, com apenas 17 anos, e fez história em 1958, mesmo chegando ao ano da Copa como reserva na seleção brasileira de Vicente Feola.

Pelé também usou a 13

A primeira vez em que vestiu a camisa da seleção brasileira, o "Rei" estampava o 13 em seu uniforme. Em 7 de julho de 1957, no Maracanã, Pelé começava o jogo contra a Argentina no banco de reservas. Ele chegou a entrar em campo e marcou um gol — mas não foi o suficiente para evitar a derrota canarinha, por 2 a 1.

Continua após a publicidade

A camisa 13 apareceu de novo na preparação para a Copa do Mundo de 1966. Segundo a CBF, foram convocados 44 jogadores que formavam quatro times nos treinamentos. Em um deles, Pelé vestiu novamente o número do início da carreira.

E em 1970, já consagrado, Pelé repetiu o número. No dia 26 de abril de 1970, com Zagallo como treinador, ele ficou no banco de reservas em um amistoso contra a Bulgária, que terminou empatado em 0 a 0, na preparação para a Copa do Mundo do México. Tostão assumiu a camisa 10.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora