Presidente do Corinthians explica saída de R. Augusto: 'Time mais jovem'

O presidente eleito do Corinthians, Augusto Melo, justificou a decisão por não renovar com Renato Augusto e outros medalhões.

O que aconteceu

Augusto afirmou que quer uma reformulação no elenco para deixar o time "mais jovem". Ele deu a declaração em entrevista ao programa Apito Final, da Bandeirantes.

O presidente eleito ponderou que precisa "pensar com a razão, não com o coração" em sua gestão — ele comandará o clube no triênio 2024-26. O Corinthians optou por não renovar com Renato Augusto, Gil e Giuliano, além de Cantillo, cujos contratos se encerram no fim de dezembro.

Queremos uma reformulação, um time que possa ter um planejamento de três anos. São jogadores que deixaram uma história. Na minha opinião, e numa conversa boa com o Mano, a gente optou por não renovar. É um ciclo que se encerrou, e pensar daqui pra frente. Pensar com a razão, não com o coração. Com o coração, sem dúvidas, o Renato Augusto em forma é um dos melhores do país. mas o Corinthians precisa passar por uma reformulação. Admiro o futebol dele, mas Corinthians precisa de um projeto de três anos. De repente, no meio ele poderia não se adaptar, tem histórico de lesão muito forte. Augusto Melo, no Apito Final

O que mais Augusto Melo disse

Comum acordo: "Foi de comum acordo com a comissão técnica. Queremos um time mais jovial, não só alto salário, mas também time mais jovem, mais aguerrido".

Montagem de elenco: "A gente quer uma mescla, garotada da base, com jogadores de 24, 26, 27, e com pelo menos dois medalhões para ter uma estrutura legal".

Mercado da bola: "Na sexta a gente teve uma reunião muito bacana com Mano, selecionamos algumas coisas e a partir de amanhã a gente está no mercado. E não abro mão disso.

Continua após a publicidade

Busca por titulares: "Contratar titulares. Montamos esqueleto com a comissão para isso, Vamos ser incisivos em titulares. Depois que tiver um time, vamos compor esse elenco".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora