Tsu Chu e harpastum: por que esta é resposta certa para pergunta do milhão

Luiz Pradines, 51, esteve próximo de ganhar R$ 1 milhão no quadro "Quem Quer Ser Um Milionário", do Domingão do Huck. A pergunta derradeira era "tsu chu e harpastum foram práticas esportivas que deram origem a qual destes esportes?".

Mestre pelo ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica), Pratines escolheu a opção esgrima, quando na verdade as duas práticas (tsu chu e harpastum) se referem ao futebol, o que fez ele perder o prêmio máximo do programa. Porém, o que afinal são essas modalidades?

Tsu-shu

Tsu-shu (ou Cuju) significa "chutar bola" em chinês. Trata-se de uma prática da dinastia Han (entre 200 a.C. e 220 d.C) e tem semelhanças com o futebol jogado atualmente.

De acordo com o site da Fifa, a prática descrevia diferentes versões de um jogo em que se chutava uma bola. Em uma delas, se jogava em um espaço retangular (geralmente aos arredores da corte imperial) e em que um dos lados tinha seis meias-luas. As pessoas tinham que acertar esses buracos para pontuar.

Em outra, são colocados dois postes no meio do campo; no topo deles há um painel com um buraco no meio. Parar "marcar o gol", os participantes tinham de chutar uma bola de couro neste alvo.

Cuju poderia ser tanto jogado de forma competitiva, em equipe ou individualmente.

Harpastum

Harpasto (ou harpastum, em latim) é uma atividade de bola praticado na Roma antiga, que não lembra tanto o futebol como conhecemos atualmente. Na verdade, pelas descrições históricas, lembra mais o rúgbi.

Em um campo com um traço no meio, duas equipes se posicionavam uma em frente da outra — número de participantes ficava entre 12 e 14. A ideia era tentar levar uma bola até o outro lado. Para isso, era usada muita violência — muitas vezes, a prática era uma espécie de treinamento militar.

Continua após a publicidade

O jogo teria sido inspirado em outra prática grega com bola chamada de epísquiro.

Errata:

o conteúdo foi alterado

  • Diferentemente do que foi informado, o nome do participante do quadro "Quem Quer Ser Um Milionário" era Luiz Pradines. O erro já foi corrigido.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes