Sede do Corinthians é alvo de pichações contra André Negão e tiros

O Parque São Jorge, sede social do Corinthians, foi alvo de pichações e de tiros hoje (24), véspera da eleição presidencial do clube.

O que aconteceu

As mensagens nos muros são contrárias ao candidato André Luiz Oliveira, o André Negão, e à chapa "Renovação e Transparência". "Vai morrer, "guerra" e "fora, André Negão" são algumas das frases que estampam o CT alvinegro

As janelas da sede social amanheceram com marcas que seriam de balas. O Corinthians registrará um boletim de ocorrência e pedirá perícia para confirmar se foram tiros, segundo Daniel Bialski, diretor jurídico do clube. O UOL apurou que a diretoria está conferindo imagens das câmeras de segurança para identificar os responsáveis. Não há confirmação de que os dois atos estejam relacionados.

Em nota, o Corinthians informou que os disparos feitos contra a fachada do prédio administrativo do clube aconteceram na madrugada de quinta para sexta.

"O Corinthians comunicou o incidente à Polícia Civil e está reunindo mais imagens de câmeras e outras evidências, a fim de chegar à identidade dos autores desses atos criminosos", diz trecho da nota.

O clube manterá a eleição para este sábado. O Alvinegro contará "com grande apoio policial e enorme contingente de segurança privados"

Confira a nota na íntegra:

O Sport Club Corinthians Paulista repudia o vandalismo e os atentados contra sua sede, no Parque São Jorge, na madrugada de quinta para sexta-feira, 24. Segundo relatos de funcionários e testemunhas, além de imagens de câmeras já disponíveis, os ataques se iniciaram por volta das 3h30, quando foram efetuados disparos contra a fachada do prédio administrativo do clube, e algum tempo depois, indivíduos picharam os muros do clube e fixaram faixas no arco da portaria 1 e no portão 3. A segurança do clube interveio e ninguém se feriu.

O Corinthians comunicou o incidente à Polícia Civil e está reunindo mais imagens de câmeras e outras evidências, a fim de chegar à identidade dos autores desses atos criminosos.

Continua após a publicidade

Mais uma vez, o clube repudia fortemente tais atitudes e reforça seu empenho para que o processo eleitoral deste sábado (25) ocorra em paz, contando com grande apoio policial e enorme contingente de seguranças privados para garantirem o exercício do voto pleno, democrático e tranquilo por parte de seus sócios neste sábado, 25 de novembro.

Atenciosamente,
Sport Club Corinthians Paulista

*Colaborou Carolina Alberti

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora