PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos celebra fim do contrato milionário de meia do Real que nem estreou

Augusto Galván, meia do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Augusto Galván, meia do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

30/06/2022 04h00

A diretoria do Santos tem um bom motivo para comemorar hoje (30). É o último dia do contrato de Augusto Galván, meia emprestado pelo Real Madrid e que sequer estreou com a camisa do Peixe.

Galván chegou em agosto de 2021. O UOL Esporte apurou que o atleta, que atualmente está com 23 anos, viria a princípio para o sub-23. Diante da pressão da torcida por reforços naquele momento e da boa relação dos empresários com Walter Schalka, ex-membro do Comitê de Gestão, o Peixe trouxe o atleta diretamente para o elenco profissional.

Os 12 meses de contrato equivaleram a mais de R$ 1 milhão entre salários e encargos. Desde março, Augusto treina separadamente após ser avaliado pelo técnico Fabián Bustos. Seu salário era de R$ 80 mil.

Augusto Galván foi destaque na base do São Paulo e saiu para jogar no Real Madrid em 2017. No Alvinegro praiano, ele não empolgou os técnicos Fernando Diniz, Fabio Carille e Bustos e só jogou pelo Santos na Copa Paulista, com o time sub-23, em quatro ocasiões.

Na reta final de 2021, Augusto sofreu grave lesão muscular na coxa. Ele treinou durante as férias para se reapresentar em boa condição física. A avaliação técnica da comissão, porém, não mudou.

Contratado por R$ 3,2 milhões em 2017, junto ao São Paulo, Augusto Galván não jogou pelo Real Madrid e foi cedido também para Cultura Leonesa e Las Rozas, da Terceira Divisão da Espanha. Seu futuro é incerto.

Santos