PUBLICIDADE
Topo

Futebol

MSN, BBC, MVP ou Firmino, Salah e Mané: qual trio ofensivo foi mais mortal?

Firmino, Salah e Mané trio ofensivo do Liverpool - Action Images via Reuters/Jason Cairnduff
Firmino, Salah e Mané trio ofensivo do Liverpool Imagem: Action Images via Reuters/Jason Cairnduff

Do UOL, em São Paulo

23/06/2022 04h00

O anúncio de que o senegalês Sadio Mané foi contratado pelo Bayern de Munique deixou o torcedor do Liverpool triste. Afinal, no clube desde 2016, o meia-atacante formou ao lado de Mohamed Salah e Roberto Firmino um dos melhores trios ofensivos dos últimos tempos. Mas será que os três jogadores juntos são os mais "mortais" da história recente futebol europeu quando comparados a outras tríades como Bale, Benzema e CR7, no Real Madrid; Rooney, Cristiano Ronaldo e Tevez, no Manchester United; Messi, Villa e Pedro, no Barcelona, ou ainda Messi, Luis Suárez e Neymar também no time catalão?

O jornal britânico Daily Mail levantou os números de gols e assistências desses trios em suas respectivas ligas. Veja:

Roberto Firmino, Mohamed Salah, Sadio Mané (Liverpool)

Os três atuaram juntos em 105 partidas e somaram 144 gols desde a temporada 2017-2018. Já na primeira temporada, eles levaram o clube à final da Liga dos Campeões, vencida pelo Real Madrid. Na competição, o trio marcou 30 gols —dez cada.

Individualmente, o egípcio lidera as estatísticas com 65 gols e 21 assistências. Mané aparece na sequência com 44 bolas na rede e 17 passes para gol. Já Firmino marcou 35 gols e deu 16 assistências.

Juntos, Firmino, Salah e Mané conquistaram a Premier League, a Copa da Inglaterra, a Copa da Liga Inglesa, a Liga dos Campões, o Mundial de Clubes da Fifa e a Supercopa da Uefa.

Gareth Bale/Karim Benzema/Cristiano Ronaldo (Real Madrid)

22.02.2015 - Karim Benzema, Gareth Bale e Cristiano Ronaldo no Real Madrid - HEINO KALIS/REUTERS - HEINO KALIS/REUTERS
22.02.2015 - Karim Benzema, Gareth Bale e Cristiano Ronaldo no Real Madrid
Imagem: HEINO KALIS/REUTERS

Donos de impressionantes resultados jogando juntos, Bale, Benzema e CR7 conquistaram "apenas" quatro Champions League e quatro Mundiais de Clube da Fifa. Além disso, eles ergueram juntos a Copa do Rei, em 2013, o Campeonato Espanhol (2016/17) e a Supercopa da Europa em três ocasiões.

O trio do Real Madrid foi responsável por 158 gols em 69 jogos entre as temporadas 2013 e 2018. Nas estatísticas individuais totais, o português foi responsável por 80 gols e 28 assistências, enquanto Benzema e Bale balançaram as redes 41 e 37 vezes, respectivamente. O francês e o galês têm números iguais de assistências: 22 cada.

O trio foi desfeito quando CR7 trocou o Real Madrid pela Juventus, em 2018. Gareth Bale foi dispensado neste ano, depois de nove temporadas, marcadas por altos e baixos, histórico de lesões e casos de indisciplina.

Wayne Rooney/Cristiano Ronaldo/Carlos Tevez (Manchester United)

21.10.2008 - Carlos Tevez, Wayne Rooney e Cristiano Ronaldo no Manchester United - Barrington Coombs - EMPICS/PA Images via Getty Images - Barrington Coombs - EMPICS/PA Images via Getty Images
21.10.2008 - Carlos Tevez, Wayne Rooney e Cristiano Ronaldo no Manchester United
Imagem: Barrington Coombs - EMPICS/PA Images via Getty Images

Antes de se destacar em um dos trios mais importantes do futebol, Cristiano Ronaldo fazia parceria com Rooney e Tevez no Manchester United. Os três participaram de apenas 21 jogos da Premier League e marcaram 40 gols, entre as temporadas de 2007 e 2009.

Nestas partidas, CR7 marcou 19 gols, Tevez fez 13 e Rooney, oito. Apesar dos poucos jogos, o trio venceu a Premier League duas vezes, a Liga dos Campões e o Mundial de Clubes da Fifa.

Lionel Messi/David Villa/Pedro (Barcelona)

15.10.11 - Lionel Messi, Pedro e David Villa no Barcelona - Jasper Juinen/Getty Images - Jasper Juinen/Getty Images
15.10.11 - Lionel Messi, Pedro e David Villa no Barcelona
Imagem: Jasper Juinen/Getty Images

Outro trio que jogou pouco, mas fez muito foi o formado por Messi, Villa e Pedro, no Barcelona. Os três atuaram juntos em 28 jogos e marcaram 63 gols, entre 2010 e 2012.

A equipe comandada por Pep Guardiola jogava em função do argentino, que muitas vezes atuava como um falso 9, com o apoio de Villa pela esquerda e de Pedro pela direita.

Jogando ao lado dos companheiros, Messi balançou as redes 39 vezes, enquanto Pedro e Villa marcaram 12 vezes cada.

A parceria, no entanto, durou pouco, em parte devido às lesões de Villa e à chegada de Alexis Sánchez à equipe.

Lionel Messi/Luis Suárez/Neymar (Barcelona)

Lionel Messi, Neymar Jr. e Luis Suarez  - NurPhoto/NurPhoto via Getty Images - NurPhoto/NurPhoto via Getty Images
2016 - Lionel Messi, Neymar Jr. e Luis Suarez comemorando gol do Neymar
Imagem: NurPhoto/NurPhoto via Getty Images

Não demoraria muito, no entanto, para que Messi formasse com Luis Suárez e Neymar um dos mais poderosos ataques do futebol. Juntos, o trio MSN marcou mais de 150 gols em 67 jogos do Campeonato Espanhol, entre as temporadas de 14/15 a 16/17.

Líder do trio, o argentino marcou 67 vezes e deu 25 assistências, seguido por Suárez com 59 gols e 34 assistências. Neymar balançou as redes adversárias em 30 oportunidades e serviu os companheiros 19 vezes.

Com Messi, Suárez e Neymar, o Barcelona conquistou uma Champions League, um Mundial de clubes, duas LaLigas, uma Supercopa da Uefa, uma Supercopa da Espanha e três Copas do Rei.

O trio tão temido se desfez com a saída de Neymar para o PSG em 2017, onde tem novamente a companhia de Messi desde o ano passado. Luis Suárez foi negociado com o Atlético de Madri em 2020.

*O levantamento foi feito pelo jornal Daily Mail

Futebol