PUBLICIDADE
Topo

Futebol

CEO do São Caetano é preso em operação que investiga lavagem de dinheiro

Manoel Sabino Neto, CEO do São Caetano, é preso em operação da Polícia Civil de SP - Reprodução/YouTube
Manoel Sabino Neto, CEO do São Caetano, é preso em operação da Polícia Civil de SP Imagem: Reprodução/YouTube

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

23/05/2022 13h15

O CEO do São Caetano, Manoel Sabino Neto, foi preso na manhã de hoje (23), em São Paulo, em uma operação da Polícia Civil do que investiga um esquema de lavagem de dinheiro e outros delitos em comércios populares da região central da capital paulista.

Manoel Sabino Neto também é presidente da Acircom (Associação Circuito das Compras), que reúne comerciantes do bairro do Brás, tradicional ponto de compras da cidade de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, a Operação Hades que o prendeu contou com 40 policiais, 20 viaturas e faz parte da Operação Sufoco, que "tem o objetivo de reprimir as atividades de uma organização criminosa que atua no comércio popular". Mais detalhes serão divulgados em uma entrevista coletiva, na tarde de hoje.

Sabino comanda o São Caetano desde maio de 2021, quando prometeu "dar uma reformulada geral" no clube, que no entanto teve campanha discreta na Série A2 do Paulistão neste ano. O time foi apenas o 11º colocado e nem participou do mata-mata do acesso.

Procurado pelo UOL Esporte, o São Caetano afirma que a prisão de Sabino "não tem nenhuma ligação com o clube". A diretoria ainda não definiu quem assume as funções do CEO enquanto ele lida com a investigação.

O advogado de Sabino e do São Caetano trata a prisão como "um grande equívoco", pois na versão dele o investigado trabalha apenas com comércios regulares e não teria nada a ver com os comerciantes de rua da Feira da Madrugada. "Houve extremo excesso e precipitação quanto a forma de cumprimento e quanto ao envolvimento de meu cliente. Meras especulações não podem servir para achovalhar a imagem de uma pessoa", argumenta o advogado Fabio Tumes, em nota.

Nota oficial do São Caetano:

O São Caetano Futebol vem por meio desta se manifestar que a operação realizada pela Polícia Civil na manhã de hoje não tem nenhuma ligação com o clube de futebol e que segundo os advogados do presidente Sabino trata-se de uma ação contra irregularidades na feira de rua do Brás e não da Associação Circuito das Compras, onde ele é um dos responsáveis. Acreditamos que tudo será esclarecido nas próximas horas.

Nota oficial da Polícia Civil:

Policiais civis da 1ª Seccional (Centro) e do 12° DP (Pari) realizam na manhã desta segunda-feira (23) a Operação Hades. A ação, que faz parte da Operação Sufoco, tem o objetivo de reprimir as atividades de uma organização criminosa que atua no comércio popular, destinada à prática de vários delitos, incluindo a lavagem de dinheiro. São cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário, obtidos a partir de trabalhos de inteligência e investigação. A Operação está em andamento e conta com a participação de 40 policiais civis e 20 viaturas. Mais detalhes serão passados ao término da ação.

Futebol