PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Menon: Mudanças de Ceni atrapalharam São Paulo, que tinha chance de ganhar

Do UOL, em São Paulo

22/05/2022 20h06

Classificação e Jogos

O São Paulo fez um primeiro tempo intenso na Neo Química Arena. Criou boas oportunidades e foi para o intervalo do clássico deste domingo (22) contra o Corinthians com uma vantagem parcial de 1 a 0, que poderia ser maior se não fosse o goleiro Cássio. As substituições feitas pelo técnico Rogério Ceni, porém, mudaram o panorama da partida. O Tricolor, que havia dominado o rival, foi pressionado, levou o gol de empate e viu continuar o tabu de nunca haver vencido em Itaquera.

Na Live do São Paulo, programa do UOL Esporte logo após os jogos do Tricolor, os jornalistas Marcelo Hazan, Menon e Gabriel Perecini criticaram as alterações feitas por Ceni durante o Majestoso. Com o empate por 1 a 1, o São Paulo perdeu a chance de assumir a liderança do Brasileirão.

"O São Paulo tinha uma grande chance de ganhar o jogo, mas as mudanças atrapalharam bastante. É muito difícil jogar com duas linhas de quatro sem contra-ataque. O Rogério Ceni não foi bem nas trocas que fez no segundo tempo", analisou Menon.

Para o colunista do UOL, as alterações pioraram o Tricolor, com uma queda de rendimento em Itaquera. "No segundo tempo, as mudanças foram muito ruins. Não sei se o Rogério ficou sabendo que o Corinthians tirou o terceiro zagueiro e resolveu espelhar tudo de novo. As substituições dele resultaram no seguinte: a zaga ficou desprotegida, sem volante para marcar. Houve pouca construção de jogadas e piorou quando o Rodrigo Nestor saiu. E ainda ficou sem contra-ataque", explicou Menon.

Hazan também reprovou as mudanças feitas por Ceni. "O São Paulo piorou no segundo tempo com as mudanças do Rogério Ceni. O time fez um incrível primeiro tempo e poderia sair vencendo por uma diferença ainda maior, pelas chances criadas, pelo volume de jogo e pela maneira como se portou na Neo Química Arena, quando dominou o Corinthians. No segundo tempo, o Corinthians melhorou com as mudanças e o São Paulo piorou", opinou.

O Tricolor deu a impressão de que, enfim, venceria pela primeira vez na Neo Química Arena. O tabu, porém, foi mantido. "O São Paulo perdeu a chance de terminar com esse tabu. Não acabou porque o São Paulo errou muito no segundo tempo. O time jogou muito bem por trinta minutos. No primeiro tempo, o jogo estava espelhado. O Luciano voltou um pouco e o São Paulo equilibrou o jogo. Só não goleou no primeiro tempo porque o Cássio fez ótimas defesas, três delas no mesmo lance", lamentou Menon.

Além do desempenho ruim do São Paulo na segunda etapa, Hazan destacou a atuação de Cássio, que fez várias defesas difíceis. "O Corinthians dominou durante quase todo o segundo tempo. Era aquele lance da bola cantada. Todo mundo que estava vendo o jogo sabia que o São Paulo seria vazado e assim foi feito. O São Paulo teve uma grande chance no fim com Igor Gomes, mas Cássio, o melhor em campo, fez a defesa e salvou o Corinthians", concluiu.

Não perca! A próxima edição da Live do São Paulo será na quarta-feira (25), logo após a partida contra o Ayacucho pela Copa Sul-Americana. Você pode acompanhar o programa pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do São Paulo no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no Youtube.

Futebol