PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Bilheteria do Cruzeiro é a maior desde a final da Copa do Brasil de 2018

Torcida do Cruzeiro encheu o Mineirão para o duelo com o Sampaio Corrêa  - Agência i7/Mineirão
Torcida do Cruzeiro encheu o Mineirão para o duelo com o Sampaio Corrêa Imagem: Agência i7/Mineirão

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

22/05/2022 13h49

Classificação e Jogos

Foram quase 60 mil cruzeirenses presentes no Mineirão para empurrar o Cruzeiro ruma a mais uma vitória na Série B do Campeonato Brasileiro. Com o triunfo por 2 a 0 sobre o Sampaio Corrêa, a Raposa chegou aos 19 pontos, três a mais do que o vice-líder e seis a mais do que o 5ª colocado. A sexta vitória consecutiva na temporada também registrou a maior bilheteria do clube desde 2018.

De acordo com o Mineirão, foram 58.397 torcedores e uma renda de R$ 2.466.489,50. Um número que o Cruzeiro não atingiu em 2019, por exemplo, mesmo disputando a Copa Libertadores daquele ano. Por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus, a maior parte das temporadas 2020 e 2021 foi disputada sem a presença de público.

A última vez que o Cruzeiro conseguiu uma renda maior do que teve neste domingo foi diante do Corinthians, no jogo de ida da final da Copa do Brasil. A Raposa venceu por 1 a 0, com gol de Thiago Neves, para um público de 46.199 torcedores. A renda naquele 10 de outubro foi de R$ 4.169.226,50.

Depois disso, o Cruzeiro disputou mais 62 partidas como mandante com a presença de público. Em duas oportunidades a renda foi superior a R$ 2 milhões, nos confrontos com o Atlético-MG, pela Copa do Brasil, e com o River Plate, pela Libertadores, ambos em 2019.

Cruzeiro