PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Multa de R$ 9,7 milhões é o motivo para o Cruzeiro 'esconder' joia na base

Daniel Júnior vai treinar com a equipe sub-20 até resolver a questão contratual com o Cruzeiro - Thomas Santos/Staff Images/Cruzeiro
Daniel Júnior vai treinar com a equipe sub-20 até resolver a questão contratual com o Cruzeiro Imagem: Thomas Santos/Staff Images/Cruzeiro

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

21/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

Certamente um dos jogadores mais habilidosos do atual elenco do Cruzeiro, o meia Daniel Júnior, de 20 anos, está fora do jogo de amanhã (22), com o Sampaio Corrêa, pela oitavas rodada da Série B. O atleta que já disputou 17 partidas pela equipe profissional, todas em 2022, foi mandado de volta ao time sub-20 da Raposa. A medida é uma estratégia da diretoria cruzeirense para 'esconder' sua joia que tem multa contratual de R$ 9,7 milhões.

O valor é calculado de acordo com o salário que o jogador tem registrado na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) e vale apenas para clubes brasileiros. A quantia era considerada alta até alguns meses atrás, por se tratar de uma promessa ainda nas categorias de base. Inclusive, Daniel Júnior disputou a Copa São Paulo, em janeiro, antes de ser integrado ao elenco principal.

A decisão do Cruzeiro é para evitar que ocorra com Daniel Júnior o mesmo que aconteceu com Vitor Roque, que se valorizou antes de renovar o contrato e a multa de R$ 24 milhões foi considerada baixa pelo Athletico-PR. Como Daniel tem ganhado cada vez mais espaço na equipe profissional, a diretoria cruzeirense optou por segurar o atleta até que ele renove o contrato.

Por outro lado, a decisão do clube não foi bem recebida pelo staff do meia, que viu a medida como algo para pressionar o jogador, afinal, o vínculo atual vai até dezembro de 2023. O agente de Daniel Júnior, Diogo Silva, chegará em Belo Horizonte neste domingo, mas agilizar as conversas com o clube mineiro. O atleta já deixou claro que seu desejo é seguir na Toca da Raposa.

"Eu estou muito feliz aqui, quero muito renovar, já deixei isso muito claro para todo mundo. E é só ver agora o que será daqui para frente, que com certeza eu vou renovar sim", disse em entrevista à Rádio Itatiaia, antes de ser mandado de volta ao time sub-20.

Palmeiras

Antes de chegar ao Cruzeiro, Daniel Júnior era jogador da categoria de base do Palmeiras. A transferência para Minas Gerais aconteceu em abril do ano passado, sem custo para a equipe estrelada. No entanto, o Alviverde manteve 50% dos direitos do atleta. O Cruzeiro tem a opção de comprar 20% da parte palmeirense até o fim do ano que vem, por R$ 1 milhão.

Outra cláusula no contrato garante o pagamento de R$ 2 milhões ao Palmeiras caso o jogador deixe o Cruzeiro de graça, seja por falta de pagamento de salários ou o término do contrato.

Cruzeiro