PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Diniz lamenta empate do Flu, mas avisa: 'Vamos acreditar até o final'

Fernando Diniz, técnico do Fluminense, em jogo contra o Santa Fe pela Sul-Americana - Jose ALMEIDA / AFP
Fernando Diniz, técnico do Fluminense, em jogo contra o Santa Fe pela Sul-Americana Imagem: Jose ALMEIDA / AFP

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

19/05/2022 23h47

Classificação e Jogos

O técnico Fernando Diniz considerou o empate do Fluminense com o Unión Santa Fe, na noite de hoje (19), na Argentina, pela Sul-Americana, como um resultado justo, mas lamentou as consequências que o placar traz ao time tricolor na competição. Por outro lado, o treinador afirmou que vão brigar até o final para conseguir a classificação às oitavas de final.

Com o resultado, o time das Laranjeiras chegou a oito pontos no Grupo H, atrás do líder Junior Barranquilla, que tem 10, e do próprio Unión Santa Fe, com nove. Para avançar, o Flu precisará, na última rodada, torcer por um empate entre os dois primeiros colocados e vencer o Oriente Petrolero por uma diferença de gols suficiente para passar o Barranquilla no saldo.

"Um ponto só é muito ruim para nós porque ficamos dependendo, agora, do empate entre Barranquilla e Unión. Quanto ao jogo, é muito difícil jogar aqui. Eu assisti vários jogos, e [o Unión] é uma equipe muito difícil de jogar aqui. Ganharam do River Plate e é muito difícil de perder pontos aqui. Então, sabíamos que seria um jogo difícil. Tivemos muita posse e pouca profundidade, um pouco por conta do time, um pouco por conta da marcação bem feita que o Unión fez", disse.

"Não surpreendeu. Esperávamos que fosse assim, com pressão da torcida, muita bola longa, time bastante vertical, tentando chegar ao gol de forma direta. Na parte tática, e no ambiente emocional do jogo, não teve surpresa. O que não correspondeu é que queríamos ter jogado um pouco melhor tecnicamente para poder ter conseguido vencer. Faltou um pouco de profundidade ao time hoje, mas espírito de luta, que era a base, tivemos do início ao final do jogo, e o empate acabou sendo justo", afirmou.

Na avaliação de Diniz, o empate com o próprio Unión, no Maracanã, acabou pesando na campanha do Tricolor na Sul-Americana. O treinador também lembrou a derrota por 3 a 0 para o Barranquilla.

"Futebol é assim, é uma coisa que acontece. O jogo que mais fez falta foi o empate em casa, com o Unión, e também o saldo contra o Barranquilla. Mas são coisas que acontecem no futebol. A gente veio como candidato a ser primeiro, mas é um grupo muito forte. Tem três equipes lutando pela classificação até o final. Éramos candidatos, mas tínhamos adversários fortes. Tínhamos de ter pontuado o máximo em casa para seguir e ter mais chances de classificação. Mas ainda temos chances e vamos acreditar até o final", assegurou.

Fluminense