PUBLICIDADE
Topo

Copa Sul-Americana - 2022

Santos vence La Calera no último minuto e encaminha vaga na Sul-Americana

Lucas Barbosa comemora com a torcida do Santos gol da vitória sobre o Unión La Calera, na Sul-Americana -  Fernanda Luz/AGIF
Lucas Barbosa comemora com a torcida do Santos gol da vitória sobre o Unión La Calera, na Sul-Americana Imagem: Fernanda Luz/AGIF

Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

18/05/2022 23h34

Classificação e Jogos

Com time quase todo reserva, o Santos venceu o Unión La Calera-CHI por 1 a 0 hoje (18), na Vila Belmiro, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. O gol foi marcado por Lucas Barbosa, no último minuto.

O Peixe não fez um grande jogo, mas criou o suficiente para vencer e acertou a trave quatro vezes. No fim, João Paulo salvou a equipe da derrota, houve uma briga generalizada, dois foram expulsos e sobrou tempo para Barbosa fazer o gol salvador.

Com a vitória, o Santos assume a liderança do grupo e encaminha a vaga nas oitavas de final da Sul-Americana. O Santos tem 10 pontos e abre dois de vantagem do La Calera. Para avançar e não depender de outros resultados, o Peixe precisa vencer o já eliminado Banfield (ARG) na Vila, no dia 24.

LIVE DO SANTOS COM GABRIELA BRINO E MAURICIO BARROS


Diante da sequência de jogos pelo Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Sula, o técnico Fabián Bustos acreditou no seu elenco e decidiu poupar. Só o goleiro João Paulo e o atacante Marcos Leonardo foram titulares entre os "intocáveis". A estratégia funcionou.

Antes de decidir a vaga contra o Banfield Santos enfrentará o Ceará no sábado (21), na Arena Barueri, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Quem foi bem: Rwan e Lucas Barbosa

Centroavante de origem e improvisado como ponta, Rwan foi quem mais levou perigo no ataque do Santos. Lucas Barbosa entrou muito bem e fez o gol da vitória.

Quem foi mal: Lucas Braga

Braga não criou nada no ataque. Titular e na função que mais gosta, de ponta pela esquerda, ele decepcionou. O atacante terminou o jogo como lateral-direito.

O jogo do Santos: insistência

O técnico Fabián Bustos escalou o Peixe com dois meio-campistas de mais armação que marcação - Camacho e Sandry -, e novamente com Ricardo Goulart de meia. O Santos teve dificuldade para criar pelo chão, mas mesmo assim acertou a trave quatro vezes e foi coroado com o gol da vitória no fim.


La Calera prejudicado

Em posição legal, Saéz marcou de cabeça aos 32 minutos do primeiro tempo para os chilenos, mas o lance foi anulado. Não há VAR nessa fase da Copa Sul-Americana.

Ricardo Goulart mal de novo

O camisa 10 perdeu três chances claras de gol e saiu entre vaias e aplausos na Vila Belmiro. Na melhor oportunidade, ele cabeceou bem e acertou a trave no segundo tempo. A principal contratação do Santos para 2022 segue sem brilhar.

Cenas lamentáveis

No fim do jogo, Léo Baptistão se desentendeu com Ramírez e o tempo fechou, numa briga generalizada. Os dois foram expulsos depois de todos os reservas e membros da comissão técnica invadirem o gramado. O desentendimento continuou depois do apito final.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 x 0 UNIÓN LA CALERA

Data: 18 de maio de 2022, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Competição: Sul-Americana (5ª rodada da fase de grupos)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Público: 11.110
Renda: R$ 277.552,50
Árbitro: Jesus Valenzuela (VEN)
Assistentes: Tulio Moreno e Antoni Garcia (VEN)
Cartões amarelos: Camacho, Lucas Barbosa, Léo Baptistão, João Paulo e Rodrigo Fernández (Santos) e Sanhueza, Vidangossy, Oyanedel e Alarcón (Calera)
Cartões vermelhos: Léo Baptistão (Santos) e Ramírez (La Calera)

Gol: Lucas Barbosa, aos 56 minutos do segundo tempo.

SANTOS: João Paulo, Auro (Lucas Barbosa), Kaiky, Eduardo Bauermann e Felipe Jonatan (Lucas Pires); Camacho (Rodrigo Fernández), Sandry e Ricardo Goulart (Léo Baptistão); Rwan, Lucas Braga e Marcos Leonardo (Angulo) Técnico: Fabián Bustos

UNIÓN LA CALERA: Arce, Pedro Henrique, Vilches e Sanhueza; Oyanedel (Ramírez), Alarcón, Matías Fernández e Castellani (Pérez); Orellana (Valencia), Vidangossy (Thomas Rodríguez) e Saéz. Técnico: Federico Vilar