PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2022

Santos domina o Coritiba, reverte desvantagem e avança na Copa do Brasil

Marcos Leonardo aproveitou rebote na defesa de Muralha para abrir o placar para o Santos contra o Coritiba - Reprodução/Instagram
Marcos Leonardo aproveitou rebote na defesa de Muralha para abrir o placar para o Santos contra o Coritiba Imagem: Reprodução/Instagram

Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

12/05/2022 23h21

Classificação e Jogos

O Santos venceu (e convenceu) o Coritiba por 3 a 0 hoje (12), na Vila Belmiro. Depois de perder por 1 a 0 no Couto Pereira, o Peixe reagiu e está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Os gols foram marcados por Marcos Leonardo, Madson e Rodrigo Fernández.

O Peixe dominou o Coritiba desde o minuto inicial, mas só abriu o placar no segundo tempo, quando a "porteira abriu". O time teve a melhor atuação desde a chegada de Fabián Bustos, em fevereiro. Bustos, inclusive, ficou no camarote depois da expulsão em Curitiba e viu seu auxiliar Lucas Ochandorena comandar a equipe no campo.

O Santos agora aguarda o sorteio para saber o adversário nas oitavas. Com a classificação, o Peixe garante R$ 3 milhões em premiação. O dinheiro será importante para o fluxo de caixa alvinegro.

Embalado, o Santos voltará a campo para enfrentar o Goiás no domingo, em Goiânia, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe é o vice-líder da competição, com 10 pontos.

LIVE DO SANTOS COM GABRIELA BRINO E MAURICIO BARROS

Quem foi bem: Eduardo Bauermann e Rodrigo Fernández

O zagueiro foi impecável e salvou alguns contra-ataques do Coritiba. Bauermann ainda foi bem em algumas subidas ao ataque. Já Fernández dominou o meio-campo e ainda fez seu primeiro gol pelo Santos. Outros jogadores do Peixe também mereceram destaque, como Velázquez, Lucas Pires, Vinicius Zanocelo, Jhojan Julio, Léo Baptistão e Marcos Leonardo.

Quem foi mal: ninguém

Madson fez primeiro tempo muito ruim, mas voltou melhor para a etapa final e retomou a confiança depois de fazer o segundo gol do Santos. Fora ele, ninguém do Peixe atuou mal. Ricardo Goulart foi quem mais oscilou.

O jogo do Santos: domínio completo

O Santos ditou o ritmo de jogo desde o apito inicial, mas não transformou o volume ofensivo em muitas chances claras de gol no primeiro tempo. Na etapa final, Marcos Leonardo marcou logo no segundo minuto e deu início à reação do Peixe. Madson e Rodrigo Fernández completaram o placar numa noite iluminada para os santistas.

Fede a gol

Marcos Leonardo toca pouco na bola e às vezes parece alheio ao jogo, mas está sempre no lugar certo. Outro gol na pequena área para o centroavante.

Ricardo Goulart discreto (de novo)

Goulart teve nova chance como titular e teve um momento bom ou outro, mas foi pouco. O camisa 10 ainda não conseguiu brilhar pelo Santos.

Contra o patrimônio?

Alef Manga, atacante do Coritiba, não esconde que é santista. No primeiro tempo, ele perdeu duas chances boas. Os torcedores na Vila Belmiro gritaram que ele torce para o Peixe e aplaudiram depois dos erros.

Muralha pressionado

O goleiro Alex Muralha foi alvo da torcida do Santos desde o aquecimento, quando ouviu gritos de: "Ô ô ô, chuta no Muralha que é gol". No decorrer da partida, os santistas pediam a todo tempo para o Peixe chutar. Muralha, porém, teve atuação segura e não falhou nos gols.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3 x 0 CORITIBA

Data: 12 de maio de 2022 (quinta-feira)
Horário: 21h30
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Público: 13.692
Renda: R$ 339.262,00
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Fabricio Vilarinho da Silva (GO)
Cartões amarelos: Rodrigo Fernández (Santos) e Guilherme Birro, Guillermo, Alex Muralha, Régis e Adrián Martínez (Coritiba)

Gols: Marcos Leonardo, aos dois, Madson, aos 15, e Rodrigo Fernández, aos 17 minutos do segundo tempo.

SANTOS: João Paulo, Madson, Emiliano Velázquez, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández (Felipe Jonatan), Vinicius Zanocelo (Camacho), Léo Baptistão (Rwan) e Jhojan Julio (Sandry); Ricardo Goulart (Bryan Angulo) e Marcos Leonardo. Técnico: Lucas Ochandorena (auxiliar)

CORITIBA: Alex Muralha, Guillermon (Adrian Martínez), Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Willian Farias, Matheus Alexandre, Andrey (Pablo Garcia) e Robinho (Régis); Alef Manga (Warley) e Clayton (Léo Gamalho). Técnico: Gustavo Morínigo