PUBLICIDADE
Topo

Alisson analisa grupo do Brasil na Copa e evita empolgação: 'Nada fácil'

Alisson durante treino da seleção brasileira no Equador - Lucas Figueiredo/CBF
Alisson durante treino da seleção brasileira no Equador Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/04/2022 11h47

Classificação e Jogos

O goleiro Alisson, do Liverpool e da seleção brasileira, avaliou que o Brasil terá um caminho "nada fácil" na fase de grupos da Copa do Mundo de 2022, que será realizada no Qatar. A seleção brasileira conheceu na última sexta-feira (1) seus adversários na primeira fase do Mundial: Sérvia, Suíça e Camarões, pelo grupo G.

O goleiro avaliou que Sérvia e Suíça, adversários do Brasil também na fase de grupos da Copa do Mundo de 2018, já ofereceram dificuldades na ocasião e mostraram bons resultados durante o ciclo para o Mundial deste ano. Sobre Camarões, Alisson destacou a força física e mental da seleção que foi a terceira colocada da última Copa Africana de Nações.

"Copa do Mundo é sempre difícil. A gente viu em 2018. Foi praticamente o mesmo grupo. Conseguimos a classificação em primeiro lugar, com ótimas atuações, mas com dificuldades. São equipes que trabalham bem taticamente, se defendem muito bem, difíceis de encarar", disse o goleiro do Liverpool, em entrevista à TNT Sports

"A Suíça tem mostrado resultados, com uma boa campanha na Euro, foram muito bem. A Sérvia eliminou grandes seleções, consideradas favoritas. E Camarões é uma seleção forte fisicamente, com muita determinação, muita garra. Não tem nada fácil", acrescentou.

Alisson ainda falou sobre a boa fase do Brasil na reta final das Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo, com goleadas sobre Paraguai, Chile e Bolívia nas últimas três rodadas — todas por 4 a 0 —, mas evitou o clima de empolgação que tomou conta de parte da torcida.

"O Brasil sempre é favorito, pela qualidade dos jogadores. Os últimos resultados foram grandes resultados construídos, não vieram de graça. Veio de muita aplicação, trabalho e da qualidade dos jogadores", disse o goleiro.

"Estamos contentes, mas a empolgação fica com a torcida, nós mantemos o foco para trabalhar e conquistar o hexa", finalizou.