PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras atropela Oeste com golaço de Endrick e chega à semi da Copinha

Endrick, do Palmeiras, comemora após marcar golaço em partida contra o Oeste na Copinha - FERNANDO ROBERTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Endrick, do Palmeiras, comemora após marcar golaço em partida contra o Oeste na Copinha Imagem: FERNANDO ROBERTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/01/2022 20h52Atualizada em 20/01/2022 00h47

Classificação e Jogos

Na Arena Barueri, o Palmeiras fez um primeiro tempo brilhante e venceu o Oeste por 5 a 2, hoje (19). O triunfo, que teve um golaço de bicicleta —e fora da área— de Endrick, garantiu a vaga do Verdão na semifinal da Copinha.

Gabriel Silva, aos 4, e Giovani, aos 8, iniciaram a goleada do Palestra. Com apenas 13 minutos, o time anotou terceiro na pintura de Endrick. Pedro Bicalho fez o quarto aos 25 da primeira etapa. O Oeste voltou do intervalo esboçando uma reação com Popó, que descontou com um minuto. No entanto, Giovani fez o quinto e freou a resposta. Popó ainda marcou outro para o Rubrão, chegando na artilharia da competição, ao lado de Figueiredo, do Vasco.

O adversário do Palmeiras por uma vaga na grande decisão será o São Paulo, que venceu o Cruzeiro.

Início fulminante

Kauã, sem goleiro, recebeu na segunda trave e tocou para fora, perdendo uma chance inacreditável para o Oeste. Ele fez muita falta, pois depois disso o Palmeiras balançou a rede três vezes em menos de 10 minutos.

Aos 4, Jhonatan bateu rasteiro da direita e Alê deu rebote. A bola sobrou fácil para Gabriel Silva, que só empurrou para rede.

Jhonatan também iniciou a jogada do segundo gol, aos 8. Ele trouxe pela esquerda e cruzou. A zaga rubro-negra afastou mal e Giovani ficou com o rebote. O atacante ajeitou e soltou a bomba para fazer o segundo.

Endrick faz golaço e Bicalho converte pênalti

O início arrasador do Verdão resultou em um golaço de Endrick. Aos 13, a jovem promessa de 15 anos aproveitou a bola alta na meia-lua da grande área e emendou uma bicicleta, que encobriu o goleiro Alê e morreu no fundo da rede.

Gabriel Silva começou a aparecer depois disso e tocou para Giovani, que perdeu a chance de ampliar, aos 18, mandando por cima. Pouco depois ele disparou pelo meio e só parado ao ser calçado dentro da área. Pedro Bicalho bateu o pênalti com muita tranquilidade, colando a bola de um lado e o goleiro do outro.

O ímpeto do Palestra diminuiu depois disso, mas o Oeste seguiu muito distante de descontar. A melhor oportunidade de gol nos minutos finais veio na tabela de Giovani e Endrick, que tirou o goleiro da jogada, porém finalizou no pé da trave.

Oeste desconta na volta do intervalo

Com um minuto de bola rolando na segunda etapa, o Rubro-negro mostrou que ainda estava vivo no jogo e descontou. Motta, que entrou no intervalo, avançou pela direita e cruzou para Popó. O centroavante, que voltou ao time depois de cumprir suspensão contra o Canaã, apareceu sozinho para marcar o primeiro do clube de Barueri.

Reação dura pouco

A empolgação do Oeste durou muito pouco. Aos 8, Endrick se enrolou com a zaga adversária e a bola ficou para Giovani, livre dentro da área, bater para marcar o quinto do Verdão e o seu segundo na noite.

O tento alviverde serviu para dar tranquilidade ao time no confronto. A equipe começou a fazer suas alterações e a controlar o ritmo, ainda criando bons lances, como aos 20 minutos, com Gabriel Silva. Ele ganhou da defesa na velocidade e, cara a cara com o goleiro, soltou chutou no travessão.

Artilheiro não desperdiça

Sem se entregar, o Rubrão seguiu tentando ameaçar o gol defendido por Mateus. Motta, principal nome do Rubro-Negro, fez bola jogada na área e a bola ficou com Kauã, aos 31 minutos, que bateu cruzado. Mateus evitou, contudo só desviou a bola, que ficou com Popó.

Então, o camisa 9 aproveitou para marcar novamente e chegar os oito gols na Copinha, se igualando a Figueiredo, do Vasco, na artilharia. Como os dois times já estão eliminados, a maior ameaça passa a ser Rwan, do Santos, que tem seis gols.

Endrick volta ao time titular

Entrando apenas no segundo tempo nas duas últimas partidas, o atacante Endrick voltou a ser titular depois de ter contraído a covid-19. Com isso, Vitinho foi para o banco de reservas, entrando somente aos 32 do segundo tempo.

Paulo Victor mandou a campo os seguintes atletas: Mateus; Garcia, Naves (Ruan Santos), Lucas Freitas (Pedro Lima) e Vanderlan; Fabinho, Pedro Bicalho (Ian) e Jhonatan; Giovani (Vitinho), Gabriel Silva (Kevin) e Endrick (João Pedro).

No time de Barueri, o treinador Marcondes optou por: Alê; Origuela (Rodrigo), Alan Ferreira, Favorito e Luan Vítor (Fabão); Diogo, Negueba e Tite (Rafael Mineiro); Kauã, Reifit (Motta) e Popó (Marcus).

Futebol