PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Colunistas opinam: Palmeiras deve se animar com crise do Chelsea?

Jorginho, do Chelsea, em ação na partida contra o Brighton, pelo Campeonato Inglês  - Tony Obrien/Reuters
Jorginho, do Chelsea, em ação na partida contra o Brighton, pelo Campeonato Inglês Imagem: Tony Obrien/Reuters

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

19/01/2022 11h44

O Chelsea, possível adversário do Palmeiras na final do Mundial de Clubes, passa por um mau momento no Campeonato Inglês. Ontem (18), os Blues apenas empataram com o Brighton, chegaram a quatro jogos sem vencer e viram o líder Manchester City abrir 12 pontos na liderança da Premier League.

Vale lembrar que Palmeiras e Chelsea estreiam no Mundial de Clubes nas semifinais. O clube paulista terá pela frente o vencedor do confronto entre Al Ahly, do Egito, e Monterrey, do México. Já o time inglês encara Al-Hilal da Arábia Saudita, ou Al-Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, ou AS Pirae, do Tahiti.

Diante do momento ruim de seu possível adversário, fizemos a seguinte pergunta aos colunistas do UOL Esporte: o Palmeiras deve se animar com a crise do Chelsea? Confira as respostas:

A torcida pode se animar, mas não imagino que isso mude em qualquer coisa a preparação da equipe para o Mundial. Primeiro, ambos precisam chegar à final e, depois, uma crise prévia dificilmente afeta um jogo de 90 minutos. Ademais, a pressão está sempre do lado sul-americano, dada a pouca importância que os europeus costumam atribuir ao título.
ALÍCIA KLEIN

O Palmeiras tem a semifinal antes. E nela há o perigo do favoritismo e necessidade de atacar, cenário que nunca é confortável para o time de Abel Ferreira. Hoje o grande desafio para o sul-americano no Mundial é chegar à final. Nos últimos cinco anos, só Grêmio (2017) e Flamengo (2019) conseguiram.
ANDRÉ ROCHA

Pensar no que acontece no Chelsea é o primeiro passo para não passar nem do primeiro jogo contra vencedor de Monterrey e Al Ahly.
DANILO LAVIERI

Desde que o Chelsea não use o Mundial para sair da crise. E, antes, o Palmeiras deve se preocupar com os mexicanos.
JUCA KFOURI

Não acho que seja uma crise que o Chelsea viva. De qualquer forma, sempre melhor enfrentar um adversário que mostra vulnerabilidades do que o oposto. As chances do Palmeiras existem.
JULIO GOMES

Claro que sim! A 20 dias do jogo mais importante da história do Palmeiras, quanto pior o principal rival na competição, melhor. Haja fair play hipócrita para querer que o Chelsea esteja ótimo e chegue desfilando nos Emirados Árabes.
MARÍLIA RUIZ

Pode se animar desde que mantenha o foco na competição e o respeito a um adversário desse nível.
MARLUCI MARTINS

Sim, é lógico. Se um time está mal, aumentam as chances do outro. Eu vejo o Palmeiras com boas chances de vencer o Mundial.
MENON

O Palmeiras não, mas o palmeirense pode se animar um pouco sim. O risco de o Palmeiras se animar é o de entrar em campo com uma pegada ajustada à crise, o que poderia levar, mesmo que inconscientemente, a menosprezar a força do adversário e a gente sabe que tipo de resultado isso tem no futebol. Até porque nem Palmeiras nem Chelsea estão garantidos numa final. Improvável que eles tropecem antes, claro, mas não impossível.
MILLY LACOMBE

O Palmeiras deve olhar para o próprio umbigo, nem sem se animar e muito menos desdenhar do adversário. Ainda que o Chelsea não esteja vivendo seu melhor momento, com rusgas entre Tuchel e Lukaku, por exemplo, e queda de rendimento geral, será um time muito forte no Mundial de Clubes. E, caso o Palmeiras esteja na final desta vez e não fazer o papelão que fez no torneio anterior, e contra os ingleses, será uma parada dura, mas o time verde tem chances reais de levantar esse caneco sonhado!
MILTON NEVES

A crise do Chelsea é animadora para o palmeirense. Mas o time inglês ainda é o favorito para vencer o Mundial.
PERRONE

É óbvio que enfrentar um adversário que está sem desconfiança é sempre melhor do que se deparar com quem está "voando". Mas a diferença técnica e tática dos grandes europeus para os melhores times sul-americanos é tão grande que não dá para falar que o Palmeiras pode se animar com os tropeços dos "Blues". No máximo, pode se preocupar um pouco menos.
RAFAEL REIS

Antes de pensar no Chelsea, o Palmeiras deve se preocupar com o vencedor do confronto entre Monterrey é Al Ahli. Basta lembrar o que ocorreu no Mundial passado.
RENATO MAURÍCIO PRADO

O Chelsea ficou longe da briga pelo título inglês, mas faz uma boa campanha na Premier League (3º colocado) e está jogando no mesmo nível do Manchester City e do Liverpool. O time de Londres é finalista da Copa da Liga Inglesa, está vivo na Copa da Inglaterra e também na Liga dos Campeões, onde pega o Lille-FRA com enorme favoritismo. Como terá um bom tempo para se preparar para o Mundial, acredito que o Chelsea segue bem forte para a disputa.
RODOLFO RODRIGUES

Não acho que chegue a esse nível. Mesmo com as oscilações do Chelsea, há uma diferença grande na parte técnica. O Palmeiras pode sim montar uma boa estratégia e surpreender, mas se animar eu não considero prudente.
RODRIGO COUTINHO

Primeiro, Palmeiras terá um confronto duro com o Al Ahly, que é bicampeão africano, ou o Monterrey. Como se viu no último Mundial, é de ser prever um confronto parelho. Depois, se chegar ao Chelsea, lembremos que a "má fase" do Chelsea é ser terceiro na premier league. No final de semana, foi dominado pelo City, melhor futebol do mundo, mas impôs dificuldades para o rival marcar e teve chances de ganhar o jogo. O calendário apertado para o europeu parece ser o maior aliado do Palmeiras, como foi um obstáculo ano passado.
RODRIGO MATTOS

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol