PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Colo-Colo procura Marcelo Moreno, e Cruzeiro deixa a decisão com o jogador

Marcelo Moreno é o estrangeiro com mais gols pelo Cruzeiro - GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Marcelo Moreno é o estrangeiro com mais gols pelo Cruzeiro Imagem: GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

24/11/2021 14h59

São 54 gols em 146 partidas, o que faz de Marcelo Moreno o jogador estrangeiro com mais gols pelo Cruzeiro. Nesta quinta-feira, diante do Náutico, no Mineirão, o atacante pode vestir a camisa celeste pela última vez. O centroavante boliviano está na mira do Colo-Colo, do Chile, mais uma vez. A informação é da versão chilena do Diário AS, confirmada pelo UOL ESPORTE.

Não é a primeira vez que o Colo-Colo busca Marcelo Moreno. Em agosto, a equipe de Santiago fez uma oferta pelo atacante, que optou por seguir em Belo Horizonte. Mas desde então muita coisa mudou. Moreno não é mais titular do Cruzeiro, já que Thiago se tornou o dono da posição. Contra o Náutico, por exemplo, o camisa 9 só começará a partida por causa da suspensão de Thiago.

Artilheiro das Eliminatórias da América do Sul para a Copa do Mundo, na frente de nomes como Messi, Neymar e Suárez, mas ao mesmo tempo reserva do Cruzeiro, que está na Série B do Campeonato Brasileiro. Por mais carinho que o jogador tenha pelo clube, a situação causa certo desconforto. A possibilidade de assinar com o Colo-Colo e jogar a Libertadores do ano que vem é algo bastante atrativo.

Marcelo Moreno tem contrato com o Cruzeiro até dezembro de 2022, mas não encontrará nenhum tipo de empecilho caso o desejo seja mesmo trocar a Toca da Raposa pelo futebol chileno. De acordo com apuração do UOL, o clube mineiro ainda não foi procurado por ninguém. Nem pelo Colo-Colo e tampouco pelo staff do jogador.

A avaliação interna é de que Marcelo Moreno terá ainda menos espaço no Cruzeiro de 2022. Além de Thiago, o clube trabalha na busca por um novo centroavante. Desde o retorno à Toca, para a terceira passagem, o jogador boliviano disputou 53 partidas e marcou somente nove gols. Pelo salário elevado, o baixo retorno nas duas últimas temporadas e o interesse de fazer mudanças no elenco que não subiu novamente, o Cruzeiro não fará força para segurar Moreno.

Futebol