PUBLICIDADE
Topo

Inglês - 2021/2022

City domina e bate United em clássico com CR7 apagado e zaga traiçoeira

Jogadores do Manchester City comemoram gol contra o Manchester United - Divulgação/Premier League
Jogadores do Manchester City comemoram gol contra o Manchester United Imagem: Divulgação/Premier League

Do UOL, em São Paulo

06/11/2021 11h28

Classificação e Jogos

O Manchester City dominou o Manchester United e venceu o clássico por 2 a 0, fora de casa, no Old Trafford. Bailly (contra) e Bernardo Silva fizeram os gols dos Citizens no duelo válido pela 11ª rodada do Campeonato Inglês.

A vitória leva o City à vice-liderança da Premier League, com 23 pontos, um a mais que o Liverpool, que ainda joga na rodada. Já o United estaciona nos 17 pontos, na quinta colocação.

As duas equipes só voltam a jogar daqui a duas semanas por conta da data Fifa. No sábado (20), o United visita o Watford. Um dia depois, no domingo (21), o City recebe o Everton.

De Gea brilha, mas zaga do United 'afunda' goleiro

De Gea fez uma coleção de defesas no primeiro tempo. Ele pegou chute à queima roupa de Gabriel Jesus, salvou finalização de Cancelo, outra de De Bruyne e até um chute que seria gol contra de Lindelof. O problema foi que a zaga do United não colaborou com o goleiro.

Logo aos seis minutos, Bailly mandou para trás após cruzamento de Cancelo e fez contra. Mais tarde, Lindelof também quase fez contra. Já na reta final, Shaw deixou a bola passar após cruzamento do City e não viu Bernardo Silva chegar por trás. O português marcou de carrinho para revolta de De Gea, que ficou indignado com mais uma falha da zaga e até socou a trave.

Apagado, CR7 para em Ederson

Cristiano Ronaldo - Oli SCARFF / AFP - Oli SCARFF / AFP
Imagem: Oli SCARFF / AFP

A melhor oportunidade do United no jogo foi com Cristiano Ronaldo. Aos 25 minutos do primeiro tempo, o camisa 7 pegou de primeira em belo chute, mas viu Ederson cair para espalmar. Foi só. O português ficou completamente isolado no segundo tempo e mal pegou na bola. Nos minutos finais, ele caminhou em campo.

United tenta, mas não sai do lugar

O técnico Ole Solskjaer tentou mudar o jogo com a entrada de Sancho no lugar de Bailly na volta do intervalo. De pouco adiantou. O domínio seguiu com o City, que valorizou a posse de bola. Os comandados de Guardiola só chegaram mesmo nos 10 minutos finais, com chute de Foden que parou na trave.