PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Meia do Inter escapou de tiro em assalto e foi proibido de treinar pela mãe

Allison, meia do Inter, comemora gol do time sub-20 contra o Palmeiras - Bruno Ruas/ Divulgação
Allison, meia do Inter, comemora gol do time sub-20 contra o Palmeiras Imagem: Bruno Ruas/ Divulgação

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

27/10/2021 04h00

Muitos que viram Allison, de 19 anos, marcar um dos gols do Inter no empate contra o Palmeiras em 3 a 3, no último domingo (24), que garantiu a vaga do time gaúcho na semifinal do Brasileiro Sub-20, não sabem o que ele enfrentou antes de brilhar em campo. Ainda criança, indo treinar futsal, ele e um amigo foram abordados por assaltantes. Houve tiros e trauma, mas nada impediu que seguisse a carreira dos seus sonhos.

Tudo aconteceu quando o jogador do Colorado ainda não tinha migrado para o futebol de campo. Allison tinha entre seis e sete anos de idade e treinava futsal na Smed, de São Leopoldo, sua cidade natal, na região metropolitana de Porto Alegre.

Na carona da bicicleta de um amigo mais velho, ele ia dar os primeiros chutes, que já se mostravam potentes. O futuro era promissor já naquele momento, todos entendiam que o futebol poderia ser atividade permanente do garoto.

Dentinho, o amigo, e Allison, estavam indo para o treino, mas foram abordados por dois assaltantes que os perseguiam também em uma bicicleta, e anunciaram o assalto. O ato ocorreu nas cercanias da BR-116.

Já fora da bicicleta, o pequeno não entendia direito o que acontecia. Mas Dentinho se negou a entregar o meio de locomoção alvo dos bandidos. Um deles sacou uma arma e disparou. Não acertou Alison, mas sim o amigo.

Tão logo houve o disparo, um carro passou pela via. Assustados, os assaltantes se esconderam no mato lateral próximo. O veículo parou e o motorista prestou socorros, levando o amigo do atleta do Inter para o hospital e o pequeno para casa.

Em choque por tudo que aconteceu, Allison mal conseguia falar. A mãe, ainda mais preocupada, proibiu o pequeno de frequentar as atividades por algum tempo. Mas quis o destino que autorizasse mais tarde.

O amigo não seguiu carreira no futebol. Ele trabalha na prefeitura de São Leopoldo. A amizade entre eles segue firme até hoje.

Allison se tornou um dos principais nomes do sub-20 do Inter. Depois de passagem pelo Novo Hamburgo, onde chegou a participar de atividades com o time principal e foi treinado pelo ex-zagueiro Bolívar, ídolo do Colorado, ele teve o restante da formação na base vermelha e já disputou 19 jogos, com cinco gols e duas assistências na atual temporada.

Com vínculo até o fim de 2022, ele espera sua oportunidade no time de cima. Antes, mira a conquista do Brasileirão. O Inter vai encarar o Atlético-MG disputando uma vaga na final.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que informado anteriormente, o assalto ocorreu na BR-116 e não 118. O erro foi corrigido.

Internacional