PUBLICIDADE
Topo

Internacional

'Dispensáveis' ganham pontos em meta de convencer Inter sobre renovação

Rodrigo Lindoso ganhou espaço na retomada do Inter no Brasileirão - Ricardo Duarte/Inter
Rodrigo Lindoso ganhou espaço na retomada do Inter no Brasileirão Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

16/10/2021 04h00

Enquanto disputa rodada após rodada uma vaga na próxima Libertadores, o Internacional já planeja a temporada seguinte. Entre reforços e saídas, dois jogadores tem conquistado pontos com atuações recentes e estão mudando a avaliação interna sobre sequência no clube. Rodrigo Lindoso e Moisés, antes em rota de saída, podem ficar.

A dupla não está entre os prediletos da torcida. Lindoso, a exemplo do que ocorre nos gabinetes, começa a conquistar mais apoio dos aficionados, mas já esteve no topo da lista de criticados do time. O mesmo vale para Moisés, que mesmo com a boa atuação recente ainda não caiu nas graças do povo.

O volante cresceu de rendimento desde que ganhou sequência como titular. Ao lado de Rodrigo Dourado, é responsável pela boa postura defensiva do time. Além disso, agrega ao time com passe longo de qualidade e na saída de bola.

Com vínculo se encerrando no fim do ano, o ex-botafoguense que atua no Beira-Rio desde 2019 era considerado "reserva caro". Como foi suplente de Edenilson por boa parte do ano, sua manutenção poderia significar mais um peso desnecessário na folha de pagamento do que acréscimo ao time.

Em campo, porém, ele está conseguindo mudar o cenário. Tanto que há uma negociação inicial para sua manutenção. Em debate, segundo apurou o UOL Esporte, trata do tempo de contrato e molde de acordo. Mas a realidade é que, neste momento, há perspectiva de ampliação do vínculo, pela importância que ele ganhou no time.

Uma eventual renovação de Lindoso não significa que o Inter deixará de investir em um volante. Na última janela de transferências o Colorado já tentou alguns acordos, como com Gustavo Assunção, Gabriel Pires e Filipe Augusto. Nenhum foi concluído com sucesso. Mas, mesmo que a renovação ocorra, o setor ainda é visto como carente. Além dos titulares, Johnny é opção quase isolada.

Moisés depende do preço

Outra situação com caminho para mudança é Moisés. O Inter comprou 15% dos direitos dele quando firmou a sua chegada por empréstimo, no ano passado. Na ocasião, pagou R$ 2 milhões ao Bahia. Para que ele permaneça em Porto Alegre é necessário firmar a cláusula de compra de mais 15% por R$ 3 milhões.

O debate atual é se o Inter irá exercer o pagamento, ainda considerado alto. Segundo apurou o UOL Esporte, o que pode facilitar a renovação é a chance de parcelamento, considerada pelos baianos. Ainda há caminho para tentar reduzir o custo envolvendo outros atletas no negócio.

Por enquanto, Moisés tem apreço total da comissão técnica. Diego Aguirre, sempre que pode, elogia o jogador e não tem dúvida em sua manutenção como titular. O aval do comando de campo é outro fator que pode ser importante na decisão de ampliar a ligação ao clube do Beira-Rio, algo que ainda não está definido.

O Inter volta a campo neste domingo, para encarar o Palmeiras, fora de casa.

Internacional