PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Tite evita dizer se poupará times brasileiros na próxima convocação

Tite, técnico da seleção brasileira - Lucas Figueiredo/CBF
Tite, técnico da seleção brasileira Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Igor Siqueira

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/10/2021 14h59

Tite vai usar três jogadores do futebol brasileiro como titulares da seleção diante da Venezuela: Gabigol, Everton Ribeiro e Guilherme Arana. Ainda que a data Fifa atual, com três partidas das Eliminatórias, culmine com a classificação do Brasil para a Copa do Mundo, o técnico ainda não diz se vai poupar os clubes brasileiros de desfalques na próxima convocação, em novembro.

Além do trio de Flamengo e Atlético-MG que será titular amanhã (7), a seleção ainda tem Weverton e Edenílson cedidos por Palmeiras e Internacional, respectivamente.

"Não. Eu tenho que me ater ao momento oportuno, a situação oportuna, a importância do jogo, nós buscarmos e termos objetivos traçados", disse Tite, que passou a bola para o auxiliar César Sampaio.

"A gente vem caminhando até aqui procurando sempre concentrar as forças para o próximo adversário. Esse tem sido o nosso foco e nos trouxe até aqui, em um momento importante da competição, com números expressivos. A gente pensa a médio e longo prazo. Não vejo dessa forma. Entendo também que os clubes acabam sendo prejudicados em momento importante da competição, mas isso é uma área institucional. A gente tem sido sempre coerente, procurando adequar ao momento difícil para todos, mas conseguir nosso objetivo primeiro e posteriormente vir a pensar em algo diferente. Nesse momento, o foco é 100% na Venezuela", disse o assistente de Tite.

Em uma resposta posterior, o técnico da seleção citou que é da CBF, na parte institucional, cuidar de algumas questões, como o calendário. Na convocação mais recente, o coordenador da seleção, Juninho Paulista, chegou a dizer, em nome da diretoria de competições, que três rodadas do Brasileirão seriam adiadas. Mas a CBF, com a pressão de clubes como o Atlético-MG e Palmeiras, retrocedeu e manteve a tabela inalterada.

"A gente tem uma responsabilidade dentro da seleção brasileira em muitos aspectos. É de organização, resultado, desempenho, convocação. Datas e outros aspectos não são nossos. Existem, sim, uma série de aspectos importantes, mas deixa a instituição, que ela possa se manifestar a respeito. Vamos cuidar do futebol, ter a coerência máxima possível, ética na nossa conduta e ficar em paz conosco mesmo. Decisões agradam alguns, mas vão estar restritas à nossa atribuição", completou Tite.

Até o momento, a seleção lidera com folga as Eliminatórias, tendo vencido oito dos oito jogos disputados. Para conseguir a vaga ainda nesta Data Fifa, o Brasil teria de aumentar sua vantagem para o quinto colocado das Eliminatórias (atualmente, a Colômbia) dos atuais 11 para pelo menos 19 pontos.

O Brasil enfrenta a Venezuela amanhã (7), às 20h30 (de Brasília). Domingo (10), o jogo diante dos colombianos será às 18h (de Brasília). Dia 14, contra o Uruguai, a bola rola em Manaus a partir das 21h30 (de Brasília).

Seleção Brasileira