PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Mattos tem compromissos nos EUA até dezembro e volta ao Cruzeiro é difícil

Alexandre Mattos estuda nos EUA e vislumbra chance de trabalhar em clube norte-americano - Reprodução/Instagram
Alexandre Mattos estuda nos EUA e vislumbra chance de trabalhar em clube norte-americano Imagem: Reprodução/Instagram

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

06/10/2021 04h00

Classificação e Jogos

Mais uma vez o nome de Alexandre Mattos é citado como possibilidade para o departamento de futebol do Cruzeiro, que desde a última segunda-feira (4) tem o cargo de diretor vago, após a demissão de Rodrigo Pastana. Mas será que existe mesmo a chance de um dos executivos mais badalados do esporte brasileiro desembarcar novamente na Toca II, onde trabalhou entre 2012 e 2015?

Essa pergunta tem sido feita por torcedores em todos os cantos de Minas Gerais e partes do Brasil. Por isso, o UOL Esporte tenta, com fatos dos bastidores, responder tal questionamento.

Projeto para 'tocar o coração'

Que há o interesse da atual diretoria, principalmente de Pedro Lourenço, dono da rede de Supermercados BH e um dos investidores que mais aporta dinheiro na Raposa, isso não é nenhuma novidade. Entretanto, a possibilidade da volta de Alexandre Mattos é remota. Por várias questões.

A primeira é que o projeto tem que "tocar o coração" de Alexandre Mattos. O que, até agora, parece não ter acontecido.

"Estou me preparando cada vez mais, evoluindo, entendendo o que precisava melhorar. Quando aparecer aquilo que eu entenda ser uma coisa boa, que mexa com o coração, a gente vai voltar. Tem que ser a coisa certa e nada com pressa", disse em entrevista ao UOL.

Compromissos nos EUA

Desde que deixou o Atlético-MG, em janeiro deste ano, Alexandre Mattos não assumiu nenhum clube. O executivo passa por uma espécie de período sabático, vivenciando novas experiências na carreira e morando nos Estados Unidos. Depois de lançar o seu livro — intitulado "Tudo começa com um sonho" e que conta a história de sua carreira —, Mattos tem buscado novos conhecimentos e, pelo menos até dezembro deste ano, tem compromissos na América do Norte.

O executivo está estudando nos EUA, aumentando a lista de contatos profissionais, tanto que tem aproveitado para fazer visitas aos clubes norte-americanos. Como ocorreu nos últimos meses, com idas ao Inter Miami, da Major League Soccer (MLS) — principal liga dos Estados Unidos — em encontros com executivos de outras equipes, como o Dallas FC — também da MLS, e presidentes de clubes mexicanos como o Cruz Azul e o Necaxa.

"Tive algumas propostas. São 16 anos na bola, ininterruptos, sem parar. Tirei esse momento para respirar, desintoxicar, melhorar o que tinha que melhorar. Agora a gente aguarda para ver o que vem, o que toque o coração para desenvolver o trabalho", comentou.

Encontro com presidente do Cruzeiro

Nas últimas semanas, Mattos esteve na Europa e participou de um curso chancelado pela Fifa, onde, como ele mesmo disse em sua rede social, teve a oportunidade de assistir à aula com o "maior acionista do Atlético Madrid, Miguel Ángel Gil, e também com o diretor das categorias de base do Celta de Vigo, Eduardo Covelo".

Mattos também se encontrou com o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, que fez o mesmo curso. Nesta oportunidade, os dois conversaram, segundo fontes disseram à reportagem, sobre a Raposa.

No Velho Continente, Mattos aproveitou também para visitar a estrutura do poderoso Real Madrid e do Atlético de Madri.

Palestras e cursos

Sem a rotina maluca de um clube de futebol na sua agenda, Alexandre Mattos aproveitou para abrir ainda mais o seu leque de atuações. O executivo assinou com a empresa "Insperiência", que atua com a produção de conteúdo presencial e online, criando palestras e cursos, treinamentos. O executivo do futebol se tornou um palestrante do casting da produtora e, inclusive, já lançou e realizou curso presencial, realizado entre 21 e 22 de agosto, em São Paulo.

O curso "Imersão Presencial: Diretor Executivo de Futebol com Alexandre Mattos" contou com a presença do agente André Cury e do responsável pelas categorias de base do Palmeiras, João Paulo Sampaio.

Cruzeiro