PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo reestreia Calleri, bate Atlético-GO e ganha respiro no Brasileiro

Do UOL, em São Paulo

19/09/2021 17h58

Classificação e Jogos

O São Paulo se recuperou no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Atlético-GO por 2 a 1, hoje (19), no Morumbi, pela 21ª rodada. Com domínio sobre os visitantes na maior parte do tempo, o Tricolor teve a reestreia do centroavante Jonathan Calleri, anotou um gol em cada tempo e se distanciou da zona de rebaixamento. Rigoni e Luciano marcaram para os donos da casa, enquanto Matheus Barbosa descontou para os goianos.

O Tricolor entrou em campo apenas com um ponto de vantagem sobre o Z-4 e sem vencer em duas partidas -derrota para o Fluminense e empate com o Juventude. Com o resultado, o São Paulo foi a 25 pontos e subiu quatro posições, ocupando, agora, o 12º lugar. A equipe está agora quatro pontos acima da zona da degola.

O Atlético-GO, por sua vez, perde uma invencibilidade de sete partidas na competição -seis empates e uma vitória. O time dirigido por Eduardo Barroca está uma posição acima do São Paulo, com 26 pontos.

Na próxima rodada, o São Paulo tem um compromisso complicado novamente no Morumbi. O time de Hernán Crespo enfrenta o líder Atlético-MG no sábado (25). O Atlético-GO atuará em casa contra o Cuiabá no domingo (26).

Tricolor muda time

A ausência de Miranda por suspensão fez o técnico Hernán Crespo mexer na formação tática do São Paulo. E sobrou para Bruno Alves. Em vez de atuar com um sistema com três zagueiros, a escolha foi para atuar com três volantes. Luan ganhou um lugar no meio-campo ao lado de Liziero e Rodrigo Nestor. Gabriel Sara era o principal responsável pela articulação por atuar em lugar de Benítez, também suspenso.

Dragão é quem assusta no começo

O jogo ainda não tinha ganhado o controle de nenhum time quando o Atlético-GO mostrou suas credenciais ofensivas. André Luís chutou para a fora a primeira chance de gol após apanhar um rebote do goleiro Tiago Volpi. No lance, logo aos 3 minutos, ele ainda limpou o zagueiro Arboleda com um drible seco, mas falhou na finalização.

Tricolor assume comando do jogo

O São Paulo levou o primeiro susto, mas passou a controlar a partida depois disso. Tocou a bola com paciência e criou chances com boas jogadas pelas pontas. Na melhor delas, Reinaldo avançou pela esquerda e acionou Luciano na entrada da área. O centroavante rolou a bola para o lado e encontro Igor Vinícius, que acertou um belo chute para boa defesa de Fernando Miguel.

Olho roxo no Tricolor assusta

Igor Vinicius deixou a partida no intervalo por causa do inchaço no olho esquerdo  - Reprodução/Premiere - Reprodução/Premiere
Imagem: Reprodução/Premiere

Igor Vinícius foi, aliás, um dos personagens do primeiro tempo. Ao puxar um contra-ataque para o São Paulo aos 15 minutos, foi parado por Willian Maranhão e sofreu um choque no rosto. Após atendimento médico, ele prosseguiu na partida, mas mancha roxa formada abaixo do olho esquerdo chamou a atenção. O jogador não foi substituído no momento, apesar de aparentemente ter dificuldade para enxergar por causa do olho bastante fechado. No intervalo, ele deixou o campo para a entrada de Galeano.

Jogo aéreo resolve para o Tricolor

Estava claro que as bolas levantadas sobre a área representavam um grande perigo para a defesa do Atlético-GO. E em uma boa trama pelo lado direito, ela acabou decidindo para o São Paulo no momento em que o time sentia dificuldade para marcar. Rigoni comandou a jogada ofensiva pelo meio e abriu para Rodrigo Nestor. O cruzamento foi na medida para o argentino, que se infiltrou entre dois zagueiros e mandou para o gol, abrindo o placar aos 35 minutos. Esse foi o terceiro gol de Rigoni no Brasileirão.

Brincando com o perigo

O São Paulo dominou o primeiro tempo e, com justiça, foi para o intervalo em vantagem no placar. No entanto, o Tricolor flertou com o perigo nos minutos finais e quase levou o empate em duas oportunidades. Na primeira, aos 44 minutos, André Luís pegou rebote de Volpi em chute de Baralhas e mandou para o gol. Mas estava impedido. Na segunda, Natanael errou um cabeceio livre na pequena área, mandando a bola por cima do gol.

Força pela direita

O São Paulo foi obrigado a fazer uma alteração no intervalo por ordem médico. Igor Vinícius não teve condição de seguir na partida por causa da pancada que levou abaixo do olho esquerdo. Galeano entrou em seu lugar e foi o jogador que mais apareceu nos primeiros minutos da etapa final. Primeiramente, obrigou Fernando Miguel a fazer bela defesa em chute de fora da área. Depois, criou a jogada de linha de fundo que terminou com o gol de Luciano, aos 13 minutos.

Luciano desencanta

A temporada de Luciano foi atrapalhada por uma sequência de lesões. Destaque do São Paulo em 2020, ele marcou apenas seu sétimo gol e o primeiro no Campeonato Brasileiro. O último tento dele havia sido marcado no dia 9 de junho, pela Copa do Brasil, contra o 4 de Julho (PI). Dessa vez, ele mostrou oportunismo. Após cruzamento rasteiro de Galeano, Rodrigo Nestor desviou de letra e encontrou Luciano livre para mandar para o gol.

Susto no fim

Mesmo dominando a partida a maior parte do tempo, o São Paulo sofreu no fim. Levou um gol aos 25 minutos após boa jogada pela esquerda, que ficou livre para Matheus Barbosa completar para o gol. Depois disso, o Atlético-GO pressionou, rondou a área tricolor, mas não foi o suficiente para buscar a igualdade. E ao contrário do que aconteceu diante do Juventude, o São Paulo conseguiu segurar a vitória.

Calleri volta ao Morumbi

O São Paulo contou com a estreia de sua principal contratação para o Brasileirão. O centroavante Jonathan Calleri entrou em lugar de Luciano aos 33 minutos do segundo tempo e foi participativo no ataque. Em sua melhor jogada, aos 42 minutos, ele avançou pelo lado direito e cruzou forte. Mas a bola passou por todo mundo sem desvio para o gol

Ficha técnica

São Paulo 2 x 1 Atlético-GO
Motivo:
21ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 19 de setembro de 2021 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Lorival Cândido das Flores (RN)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Cartões amarelos: Willian Maranhão (Atlético-GO)
Gols: Rigoni, aos 35min do primeiro tempo, e Luciano, aos 10min do segundo tempo (São Paulo); Matheus Barbosa, aos 25min do segundo tempo (Atlético-GO)

São Paulo: Tiago Volpi; Igor Vinícius (Galeano), Arboleda, Léo e Reinaldo; Luan, Rodrigo Nestor (Gabriel), Liziero e Gabriel Sara (Bruno Alves); Rigoni e Luciano (Calleri). Técnico: Hernán Crespo

Atlético-GO: Fernando Miguel; Arnaldo (Dudu), Wanderson, Éder, Igor Cariús (Janderson); Willian Maranhão (Matheus Barbosa), Baralhas e Rickson (Ronald); André Luís, Brian Montenegro (Lucão) e Natanael. Técnico: Eduardo Barroca

Futebol