PUBLICIDADE
Topo

Santos

Velázquez diz que terá "atitude 100%" no Santos e torce por estreia

Emiliano Velázquez é apresentado no Santos e usará a camisa 61 - Divulgação
Emiliano Velázquez é apresentado no Santos e usará a camisa 61 Imagem: Divulgação

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

16/09/2021 13h37

O zagueiro Emiliano Velázquez foi apresentado no Santos nesta manhã (16), por meio de uma coletiva à imprensa virtual. Ele treina no Peixe desde o início do mês, mas ainda não teve sua estreia promovida. Portanto, torce para que seja neste sábado, contra o Ceará, às 21h, fora de casa, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Além de ter cumprido suspensão automática por uma expulsão no Campeonato Espanhol, o uruguaio passou por um processo de recondicionamento físico. Seu último jogo ocorreu em junho.

"Treino há semanas e estou melhor a cada dia. Me falta ritmo de jogo, que só se consegue jogando. Espero que eu jogue no sábado [18]. Estou com muita vontade (...) Cada dia de treino sem jogar me deixava ansioso. Gosto muito de jogar, sempre estar no campo. Por sorte estou disponível no sábado", explica.

O defensor contou seus pontos fortes e prometeu ter "110%" de atitude em campo. Além disso, revelou que pode atuar na direita, esquerda e centralizado na linha de três.

"[Sou] Um jogador que vai dar tudo de si, disputar cada bola como se fosse o último. Organizar para que meus companheiros tenham melhor desempenho. Atitude 110%. Não sei se liderança, mas quero ajudar como puder. Se jogar, claro que jogar. Se não jogar, dar apoio nos treinamentos, organizar. Que meus companheiros me escutem para poder facilitar o trabalho. Preferência não tenho, sinceramente. Estar no campo é o que importa. Posso jogar na direita, na esquerda e centralizado na linha de três. Treino assim desde jovem e aprendi", disse.

Com contrato até dezembro de 2022 e com opção de renovar por mais uma temporada, Velázquez se mostrou bem animado por estar no Santos. Experiente, ele pretende ajudar ao máximo os companheiros, sobretudo os mais jovens.

" Agora é desfrutar e ajudar a equipe como seja possível. Tinha muitas boas referências. Time muito grande, jogadores que saíram daqui e fizeram grande história. Espero que eu possa ajudar com experiência, ajudar que meus companheiros deem o máximo", concluiu,

Santos