PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

CBF recua e Brasil x Argentina em São Paulo não terá venda de ingressos

Brasil x Bolívia, na Neo Química Arena - Lucas Figueiredo/CBF
Brasil x Bolívia, na Neo Química Arena Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/08/2021 16h49

O jogo entre Brasil e Argentina, pela Neo Química Arena, não terá venda de ingressos. A decisão foi anunciada hoje (30), pela CBF, após reunião com a Federação Paulista e autoridades.

Com isso, a partida de domingo (5), pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, terá um público mais restrito do que os cerca de 25% aprovados pelo protocolo: serão 1.500 convidados.

A própria CBF chegou a avisar que o estádio receberia até 12 mil pessoas, mas justificou o recuo nos planos mediante à falta de tempo para desenvolvimento de um sistema que unisse a compra ao controle de testes.

Nesta data Fifa, a seleção brasileira fará três jogos pelas Eliminatórias. Na quinta-feira (2), o adversário é o Chile. Em seguida, vem a Argentina. A conclusão do período de jogos será contra o Peru, em Recife, no dia 9.

A Neo Química Arena já foi usada na edição atual das Eliminatórias na primeira partida da campanha do Brasil. A seleção venceu a Bolívia por 5 a 0, sem a presença de público. A equipe treinada por Tite lidera a corrida rumo ao Qatar com seis vitórias em seis jogos.

A partida contra a Argentina será um reencontro com parte da torcida brasileira, já que a final da Copa América, contra os mesmos argentinos, no Maracanã, teve torcedores convidados de ambos os lados. O Brasil ficou com o vice-campeonato.

Nota da CBF

Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira (30), CBF, FPF e órgãos de saúde, em comum acordo, definiram que a partida entre Brasil e Argentina, na Neo Química Arena, em São Paulo, no próximo domingo (5) válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da FIFA Catar 2022, embora o protocolo de saúde tenha sido aprovado pelas autoridades, será realizada com a participação de até 1.500 convidados, sem a comercialização de ingressos ao público geral.

A referida decisão ocorre por conta da falta de tempo hábil para o desenvolvimento de sistema integrado que permita o efetivo controle de compra, verificação de testes, comprovantes de vacinas e acesso do público ao estádio com segurança.

CBF, FPF e demais autoridades seguem em permanente contato a fim de aprimorar a integração entre os sistemas em prazo viável, cumprindo os requisitos para a realização do evento-modelo com sucesso.

Seleção Brasileira