PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lisca critica arbitragem e cita falhas defensivas do Vasco após derrota

Lisca reclamou da arbitragem na partida entre Vasco e Remo, pela 18ª rodada da Série B - Fernando Torres/AGIF
Lisca reclamou da arbitragem na partida entre Vasco e Remo, pela 18ª rodada da Série B Imagem: Fernando Torres/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/08/2021 00h45

O técnico Lisca creditou parte da derrota do Vasco para o Remo, pela 18ª rodada, à atuação da arbitragem no Baenão. O treinador apontou um impedimento de Erick Flores no lance do primeiro gol, quando o atacante recebeu um passe pela ponta direita e cruzou para Renan Gorne abrir o placar.

"Começamos bem a partida. Até o gol controlamos bem. Tomamos um gol num lance bem duvidoso. A bandeira achou que estava em condições e temos que respeitar. E aí tomamos mais um gol em bola parada, e isso nos atrapalhou demais, atrapalhou a nossa estratégia, e tudo que planejamos tivemos de alterar", avaliou Lisca, que citou a lance do primeiro gol três vezes.

Com a derrota por 2 a 1 e a necessidade para buscar o empate, o comandante cruz-maltino considerou que houve uma melhora no segundo tempo, mesmo com um jogador a menos: "no segundo tempo entramos bem, mas infelizmente perdemos o Vanderlei, ficamos com um a menos e isso sempre atrapalha muito. Os meninos entraram muito bem".

Entre as falhas de sua equipe, o técnico considerou que os atletas não entraram com a mesma competitividade dos últimos jogos, e que a defesa tem cometido seguidos erros em bolas paradas, o que poderia ser corrigido se houvesse mais oportunidades de treinamento.

Veja mais trechos da entrevista coletiva de Lisca após a derrota contra o Remo:

O que é preciso pra subir pra Série B?

"Consistência defensiva é muito importante nessa competição, e a bola parada nossa não estou conseguindo trabalhar. É ruim só apontar o que precisamos fazer e não poder treinar. E temos que melhorar nosso desempenho fora de casa. Dentro de casa o desempenho é de G4, mas fora é ruim.

Em geral, é melhorar demais no aspecto defensivo, ser mais competitivo e melhorar fora de casa para conseguir os pontos que a gente precisa."

O que tirar de positivo da partida de hoje?

"Foi uma noite ruim para todos nós, desde a bola parada e o aspecto tático. Quando toma o gol, dá aquela insegurança. E toma o segundo logo depois. De positivo, fica a luta dos meninos. Tentamos de todos os jeitos. É um time muito jovem, mas eles se entregaram demais e tentaram até o último minuto."

Elenco tem pouca experiência? Precisa de mais reforços?

"É muito difícil reclamar com muitos desfalques. Hoje não é o momento de conversar sobre isso, é uma aposta nossa na meninada. E não vamos jogar a responsabilidade sobre eles. Ela é nossa. Não foi isso que determinou a derrota, não foi a falta de experiência.

Não estamos parados e mapeamos algumas situações internamente. Externamente assumimos a responsabilidade e não vamos jogar a culpa nos meninos. Estamos em constante avaliação, analisando bem e, se precisarmos, vamos reforçar o grupo onde precisa."

Por que a opção por Ernando em vez de R. Graça?

"O Ernando não podemos crucificar hoje. A responsabilidade não foi dele. Entrou bem hoje. A opção por não usar o Ricardo foi para ele se ambientar de novo com o grupo. Agora, com mais tempo, vamos ter a possibilidade de usá-lo.

No outro jogo deu certo [jogar com dois destros], e também o Ricardo [Graça] chegou muito em cima. Participou pouco dos treinos. Trouxemos o Ricardo mais para se adaptar."

Por que o Figueiredo tem sido a primeira opção?

"O Figueiredo foi muito bem na partida passada, é um jogador de muita força, ataque aos espaços e de boa presença na área, então a opção por ele foi por isso."

Futebol