PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro e Guarani empatam com muitos gols, mas estacionam na Série B

Cruzeiro e Guarani ficaram no empate em jogo de muitos gols no Mineirão - Mineirão/Divulgação
Cruzeiro e Guarani ficaram no empate em jogo de muitos gols no Mineirão Imagem: Mineirão/Divulgação

Do UOL, em Belo Horizonte

30/06/2021 20h55

Classificação e Jogos

Cruzeiro e Guarani fizeram um jogo de muitos gols no Mineirão e ficaram no empate por 3 a 3 na partida válida pela oitava rodada da Série B do Brasileiro. O resultado que não foi bom nem para um nem para o outro faz ambas as equipes estacionarem na tabela de classificação, os mineiros em 14º — com oito pontos — e os paulistas em décimo — com dez pontos. Os gols do confronto foram marcados por Thales (contra), Léo Santos e Matheus Barbosa para os celestes, com Bruno Sávio (2) e Régis anotando os tentos para o Bugre.

Na próxima rodada o Cruzeiro enfrenta o Brasil de Pelotas, sábado (3), às 19h, no estádio Bento Freitas. Já o Guarani recebe o Brusque, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, domingo (4), às 11h.

O jogo

Uma partida do jeito que o torcedor gosta, com muitos gols. Foram cinco bolas nas redes só no primeiro tempo, com direito a vira-vira do Cruzeiro no placar. No segundo tempo o Guarani fez valer a lei do ex com gol de Régis e o placar ficou em igualdade.

Pelo lado celeste, destaque para a estreia do zagueiro Léo Santos, que mostrou seu cartão de visitas, o atributo de seus 1,97 m a serviço da defesa e do ataque. O Bugre foi uma equipe que buscou atacar com agilidade, não se escondeu do jogo, mas pecou nas bolas paradas que originaram os gols da raposa.

Desequilíbrio

Apesar da vitória, o Cruzeiro voltou a mostrar problemas defensivos nos gols que sofreu, o que é a dor de cabeça do técnico Mozart, responsável por corrigir essas falhas que têm tirado pontos da Raposa.

Com os dois gols sofridos, a equipe azul voltou a ter a pior defesa da competição com 16 gols contra em oito jogos, média negativa de dois por jogo. Em contrapartida, o ataque celeste é o mais positivo na competição até aqui. Foram 13 gols em oito jogos, média de 1,6 gol por partida.

Quem foi bem: Bruno Sávio e Léo Santos

Em sua primeira partida com a camisa do Cruzeiro o zagueiro Léo Santos participou de um gol e deixou sua marca, mostrando que pode ajudar também no ataque, nas cobranças de faltas e escanteios. No lado do Guarani quem se destacou foi o atacante Bruno Sávio, com dois gols, que foram importantes para o time campineiro.

Quem foi mal: Fábio e Thales

O goleiro do Cruzeiro não vive boa fase e, novamente, fez uma partida abaixo do que pode entregar. O zagueiro Thales, do Guarani, fez um gol contra e prejudicou sua equipe.

Homenagens com gols

A noite de bolas na rede no Mineirão foi também de dedicatórias pelos gols. O atacante Bruno Sávio prestou homenagens póstumas a dois primos que, segundo o próprio jogador, morreram em decorrência da Covid-19. O vírus já ceifou 516 mil vidas em todo o território brasileiro.

O zagueiro Léo Santos, do Cruzeiro, também dedicou o seu gol à sua família. O defensor balançou as redes logo em sua estreia com a camisa estrelada.

Chuva de gols

Aos 5 minutos do primeiro tempo, Régis bateu escanteio pelo lado esquerdo e, no primeiro pau, o atacante Bruno Sávio desviou a bola para marcar o primeiro gol: 0 a 1.

Aos 18 minutos, Marcinho cobrou o escanteio, o zagueiro Léo Santos raspou a bola e confundiu o zagueiro Thales, que acabou mandando contra o próprio patrimônio: 1 a 1

Aos 22 minutos, a virada do Cruzeiro. Marcinho faz a cobrança de mais um escanteio, joga a bola para a área, onde o gigante Léo Santos estava bem posicionado para fazer o cabeceio: 2 a 1.

Aos 30 minutos, Bruno Sávio fez o segundo gol dele no jogo e deixou tudo igual no placar, após chute que desviou no volante Matheus Barbosa: 2 a 2.

Aos 44 minutos, Matheus Barbosa, que havia "colaborado" com um gol do Guarani, deixou sua marca e desempatou a partida, novamente após cobrança de escanteio: 3 a 2.

Aos 23 minutos do segundo tempo, Régis deixou tudo igual novamente, após linda jogada com direito a drible em dois marcadores e uma finalização por cima de Fábio: 3 a 3.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 3 x 3 GUARANI

Motivo: 8ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e Horário: 30 de junho de 2021 (quarta-feira), às 19h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Martins de Sá (RJ)
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
Gol: Bruno Sávio (5' 1ºT e 30' 1ºT); Thales (contra, aos 18' 1ºT); Léo Santos (22' 1ºT), Matheus Barbosa (44' 1ºT); Régis (23' 2ºT)
Cartão amarelo: Rodrigo Andrade, Andrigo, Thales, Bidu (GUA)

CRUZEIRO: Fábio; Norberto, Paulo, Léo Santos e Matheus Pereira (Jean Victor); Adriano (Thiago), Matheus Barbosa (Giovanni) e Marcinho (Rômulo); Bruno José, Felipe Augusto (Airton) e Rafael Sóbis. Técnico: Mozart

GUARANI: Gabriel Mesquita; Diogo Mateus, Thales, Ronaldo Alves e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade (Índio) e Régis (Lucão do Break); Bruno Sávio (Pablo), Davó (Andrigo) e Júlio César (Allanzinho). Técnico: Daniel Paulista

Cruzeiro