PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Sósia" de Marcelo Moreno é atacante do Botafogo e também joga na Bolívia

Rhenzo Alcon: "Sósia" de Marcelo Moreno é atacante do Botafogo no sub-17 e também joga na Bolívia naturalizado - Reprodução / Instagram
Rhenzo Alcon: "Sósia" de Marcelo Moreno é atacante do Botafogo no sub-17 e também joga na Bolívia naturalizado Imagem: Reprodução / Instagram

Bruno Braz

Do UOL, em Cuiabá

24/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Filho de mãe boliviana com pai brasileiro, cabelos longos, naturalizado boliviano, atacante alto e camisa 9. Tais credenciais não geram a menor dúvida de que se trata de Marcelo Moreno, certo? Errado. O rapaz da foto aí de cima, que é incrivelmente parecido com o jogador do Cruzeiro, se chama Rhenzo Alcon, do sub-17 do Botafogo e que, para completar tamanha coincidência, também atua pela Bolívia em sua categoria.

O UOL Esporte entrevistou o jovem de 16 anos, que como não poderia deixar de ser, é fã de Marcelo Moreno. Porém, mesmo defendendo a mesma seleção, eles ainda não tiveram a oportunidade de se conhecer.

"Cheguei a vê-lo uma vez no aeroporto, mas fiquei com vergonha de pedir para tirar foto. Tenho essa vontade de conhecê-lo", disse Rhenzo, que também revelou à reportagem o desejo de ter uma camisa de Moreno.

A família por parte de mãe de Rhenzo é de La Paz, capital boliviana, mas sua naturalização só foi acontecer aos 15 anos, algo que gerou até uma bronca de seus empresários, que achavam que o processo já poderia ter sido feito antes.

Rhenzo Alcon é atacante do sub-17 do Botafogo e está no Alvinegro desde os 13 anos - Reprodução / Twitter - Reprodução / Twitter
Rhenzo Alcon é atacante do sub-17 do Botafogo e está no Alvinegro desde os 13 anos
Imagem: Reprodução / Twitter

"Eu me naturalizei com 15 anos. Foi quando meu pai contou para os meus empresários que eu tinha descendência boliviana. Eles até me deram bronca por não ter avisado antes (risos). Já estava em cima da hora do Sul-Americano sub-15, fui para São Paulo de última hora tirar passaporte boliviano, consegui tirar com minha mãe, e aí meu empresário já tinha conversado com o treinador da Bolívia e eu fui convocado", revelou o jovem, que fez os únicos dois gols da Bolívia na competição.

Desde os 13 anos no Botafogo, Rhenzo - que nasceu no Rio de Janeiro — está em um processo de recuperação de uma lesão nos ligamentos do joelho direito ocorrida em fevereiro. Sua expectativa é retornar em agosto ou, no mais tardar, em setembro, para novamente tentar disputar o Sul-Americano de seleções.

"Final do ano vai ter Sul-Americano sub-17 e eu espero jogar pela Bolívia novamente. E depois continuar pelo Botafogo e jogar no sub-20", detalhou seus planos o jovem, que mantém o mesmo corte de Marcelo Moreno desde mais novo.

Moreno retorna ao time da Bolívia após covid-19

Marcelo Moreno marcou duas vezes contra a Venezuela, nas Eliminatórias da Copa do Mundo 2022 - AIZAR RALDES/AFP - AIZAR RALDES/AFP
Marcelo Moreno fará sua estreia na Copa América pela Bolívia após covid-19 e polêmica com a Conmebol
Imagem: AIZAR RALDES/AFP

Enquanto isso, em Cuiabá (MT), Marcelo Moreno se prepara para sua estreia na Copa América que acontecerá hoje (24), às 18h (horário de Brasília), contra o Uruguai, na Arena Pantanal, pelo Grupo A.

O jogador contraiu covid-19 logo no início da competição, algo que o fez perder os dois primeiros jogos, quando a Bolívia foi derrotada pelo Paraguai, por 3 a 1, e pelo Chile, por 1 a 0.

Capitão da equipe e homem de confiança do técnico César Farías, ele viveu dias difíceis pois, além de ter que cumprir quarentena de dez dias em um hotel em Goiânia, foi punido pela Conmebol com uma multa de de US$ 20 mil (cerca de R$ 101 mil) por ter desabafado nas redes sociais contra a entidade no período de enfermidade.

Na ocasião, o treinador boliviano saiu em defesa de seu atacante e pediu "diplomacia" ao órgão do futebol sul-americano.

Esporte