PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

RMP: "São Paulo não pode ter Paulista como meta. Entrou com foco errado"

Do UOL, em São Paulo

21/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Após conquistar o título do Paulistão, o São Paulo encontra dificuldades para engrenar no Brasileirão. O Tricolor ainda não venceu no campeonato e, após cinco rodadas, conquistou apenas dois pontos e marcou apenas um gol. Neste domingo (20), amargou uma derrota por 2 a 0 para o Santos, em clássico disputado na Vila Belmiro. É possível o time se recuperar a ponto de ratificar sua condição de favorito?

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Isabela Labate, Renato Maurício Prado, Milly Lacombe e Rodolfo Rodrigues - os comentaristas discutiram a queda de desempenho do São Paulo. Além dos vários desfalques, eles apontaram outras causas para este início turbulento.

"O São Paulo estava obcecado por ganhar o Campeonato Paulista. Eu acho isso uma bobagem. O título que ele tinha que conseguir era da Libertadores, Brasileiro ou da Copa do Brasil. Imaginemos que ele perca os três. A torcida do São Paulo vai terminar o ano feliz por ter conquistado apenas o estadual? Um time do tamanho do São Paulo não pode ter como meta o Paulista. Entrou com foco totalmente errado", opinou Renato.

Para Milly, o São Paulo tem se mostrado muito dependente de Daniel Alves e Benítez e não encontrou uma maneira eficiente de lidar com ausência da dupla. "Quando a gente consegue algo que queria muito, é natural que haja uma desconcentração depois. Achava normal isso, até dois jogos atrás. Agora, talvez o time tenha montado um esquema de jogo que dependa bastante do Daniel Alves e do Benítez, que são tecnicamente os melhores jogadores do time", comentou.

Rodolfo considera que a 'ressaca' pela conquista do título estadual já durou mais do que deveria. "O São Paulo regrediu nesse começo de campeonato. Estava jogando muito bem no Paulista, com uma defesa bem sólida, um ataque muito bom, e de repente perdeu tudo. Parecia o time de janeiro, que deu aquele apagão e só com resultados ruins. Não é desculpa. O time até teve uma sequência que não foi complicada e poderia estar com sete ou nove pontos. Com relação aos desfalques, todo mundo está sofrendo com isso", apontou.

Apesar do início pouco animador, Renato acredita que o Tricolor possa dar a volta por cima, mas não demonstrou muita empolgação sobre as chances de o time brigar pela taça. "Aquele empenho todo está resultando nesse relaxamento e falta de concentração. Dá para recuperar ainda, porque o Crespo é um bom técnico e o elenco é bom, mas não espetacular. Temo que a torcida do São Paulo estará comemorando só esse Paulista mesmo", finalizou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol