PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Crespo culpa desgaste de elenco por início ruim do São Paulo no Brasileirão

Hernán Crespo espera recuperação física no time do São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Hernán Crespo espera recuperação física no time do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

20/06/2021 22h01

Classificação e Jogos

A falta de vitórias do São Paulo nas primeiras cinco rodadas do Campeonato Brasileiro tem um culpado claro na opinião do técnico Hernán Crespo: o esforço físico a que seus jogadores foram submetidos neste início de temporada. Segundo ele, o Tricolor está passando por uma transição desde a conquista do título estadual e vai se recuperar em breve.

"Agora aparece com mais força o esforço físico que os jogadores fizeram durante o Paulistão. Chega um momento que o físico está dizendo que deve parar. É normal. A gestão dos jogadores é assim. Por isso, devemos poupar, mudar situações", declarou Crespo após a derrota do São Paulo por 2 a 0 para o Santos, hoje (20), na Vila Belmiro, pela quinta rodada do Brasileirão.

"Eu falei tantas coisas quando se falava em folga e férias. Adverti sobre a situação de jogar a cada 48 ou 72 horas. A gente conseguiu uma coisa muito grande para o presente, que foi o Paulistão, e é normal cair fisicamente. Agora é preciso paciência para recuperar jogadores e energia física e voltar ao ritmo que o time está acostumado."

Os problemas físicos do São Paulo são grandes. No momento, estão entregues ao departamento médico o zagueiro Miranda, o volante Luan e o lateral Daniel Alves. O meia Benítez voltou hoje ao time depois de um mês afastado, enquanto o atacante Luciano deixou o campo ainda no primeiro tempo com uma lesão muscular na coxa direita.

Para completar os problemas tricolores na hora de escalar um time, o zagueiro Arboleda está defendendo a seleção equatoriana na Copa América, enquanto Rodrigo Nestor estava suspenso e não podia encarar o Santos.

Embora o desgaste físico seja preocupante, Crespo também apontou outros problemas do São Paulo neste início de Brasileirão. "Devemos, por característica, impor nosso jogo por mais tempo, por mais minutos. E nestas cinco rodadas, excluindo o Atlético-GO, jogamos contra times muito fortes, como Santos, Fluminense e Atlético-MG. E o jogo contra a Chapecoense, que em teoria seria mais fácil, jogamos 40 minutos com dez jogadores."

Para recuperar o time, Crespo enumerou alguns fatores que são preponderantes. "É normal ter um período de transição, de dificuldade. Daqui a pouco, em três dias ou uma semana, voltaremos a ganhar, e tudo será como antes. Precisamos ter somente paciência e tempo. Estou orgulhoso dos jogadores. Tudo isso o que fizeram no passado tem um preço a pagar. Temos de passar por essa tormenta e continuar acreditando", disse.

Toda essa questão, segundo Crespo, também acaba envolvendo o desempenho ofensivo do time. Até agora, o São Paulo marcou apenas um gol em cinco partidas. "Precisamos impor nosso jogo com mais tempo, recuperar energia e recuperar atletas. Se juntar tudo isso, é normal que depois falte precisão na hora de fazer o gol", justificou.

Futebol