PUBLICIDADE
Topo

Futebol feminino

Seleção feminina bate Rússia por 3 a 0 com protestos dentro e fora de campo

Seleção Brasileira feminina vence a Rússia em amistoso antes das Olimpíadas - Richard Callis/SPP/CBF
Seleção Brasileira feminina vence a Rússia em amistoso antes das Olimpíadas Imagem: Richard Callis/SPP/CBF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/06/2021 17h48

A seleção brasileira feminina venceu a Rússia por 3 a 0 hoje, no Estádio Municipal de Cartagonova, em Cartagena, na Espanha. A zagueira Bruna Benites (2) e Andressa anotaram os gols da partida.

O jogo ficou marcado por protestos das brasileiras contra assédio sexual. Horas antes do amistoso, foi publicado um manifesto conjunto das jogadoras. Já na hora de entrar no gramado, as atletas apareceram segurando uma faixa escrita: "Assédio não". A manifestação acontece dias após o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, ser afastado da entidade após denúncias de assédio moral e sexual.

A partida foi a primeira da Data Fifa, que está acontecendo entre 7 e 15 de junho, na Espanha. O Brasil volta aos gramados na segunda-feira (14) contra o Canadá, o que marca seu último compromisso antes de embarcar para o Japão. Esta é a última antes das Olimpíadas de Tóquio.

Manifesto dentro e fora de campo

Além de uma sequência de publicações feitas pelas jogadoras da seleção feminina contra o assédio. As 11 titulares entraram em campo segurando uma faixa escrita: "Assédio Não", reforçando a mensagem que haviam transmitido horas antes.

"Todos os dias no Brasil, milhares de pessoas são acometidas e desrespeitadas com cenas de assédio, seja moral ou sexual, especialmente nós, mulheres. São brasileiras e brasileiros, vítimas de abusos e atos que vão contra os nossos princípios de igualdade e construção de um mundo mais justo. Dizer não ao abuso são mais do que palavras, são atitudes. Encorajamos que mulheres e homens denunciem! Nossa luta pelo respeito e igualdade vai além dos gramados. Hoje, mais uma vez dizemos: Não ao assédio", dizia o comunicado.

Seleção brasileira feminina no amistoso contra a Rússia - Transmissão - Transmissão
Seleção brasileira feminina entra com faixa contra o assédio em amistoso contra a Rússia
Imagem: Transmissão

Primeiro tempo

A primeira etapa começou com a seleção brasileira tendo mais espaço no jogo. Por mais que as russas tenham se defendido bem, o esquema de jogo de Pia Sundhage ficou bem claro nos minutos iniciais. A forte marcação na saída das adversárias deram boas oportunidades nos 10 primeiros minutos, principalmente do lado direito com Tamires.

Aos 16 minutos, o Brasil deu o primeiro susto após um escanteio. Bruna Benites desviou de cabeça e levou perigo para o gol da Rússia. Minutos depois, Bia Zaneratto também fez uma boa jogada, mas foi neutralizada pelo setor defensivo russo.

A primeira chegada das russas foi com 21 minutos de jogo. Em um lançamento para Ruzina, a goleira Bárbara demorou para sair do gol e a camisa 7 russa chegou primeiro, mas não conseguiu concluir.

O Brasil abriu o placar com 41 minutos de jogo. Após cruzamento de Andressinha, Ludmila desviou para trás e a zagueira Bruna Benites empurrou para dentro do gol.

Segundo tempo

A seleção brasileira começou o segundo tempo com maior controle do jogo. Com o resultado a favor, as comandadas de Pia começaram a sair mais para jogo e arriscar um pouco mais algumas jogadas diferentes. Aos sete minutos, Debinha teve a primeira oportunidade de ampliar o placar, mas acabou não acertando o gol.

Aos 18 minutos, Marta deixou o gramado para o lugar de Andressa Alves. Logo após as substituições, em cobrança de escanteio, novamente, Bruna marcou o seu segundo do dia e, consequentemente, do Brasil.

Ainda dominando o jogo, Andressa, que entrou no lugar de Marta, ampliou o placar e encaminhou a vitória com 36 minutos da segunda etapa.

Próximos compromissos

A seleção brasileira tem mais um jogo antes das Olimpíadas de Tóquio. A próxima adversária será a seleção do Canadá, na segunda-feira (14), na Espanha.

A participação da seleção feminina nos jogos olímpicos está marcada para começar no dia 21 de julho, contra a China. Depois disso, terá Holanda e Zâmbia pela frente, nos dias 24 e 27, respectivamente.

Futebol feminino