PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Grêmio fura retranca do Santa Cruz-RS, vence e conquista Recopa Gaúcha

O jogador Guilherme Azevedo comemora gol durante partida entre Grêmio e Santa Cruz, válido pela Recopa Gaúcha, realizado na cidade d Porto Alegre, RS, neste domingo, 06.  - EVERTON SILVEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
O jogador Guilherme Azevedo comemora gol durante partida entre Grêmio e Santa Cruz, válido pela Recopa Gaúcha, realizado na cidade d Porto Alegre, RS, neste domingo, 06. Imagem: EVERTON SILVEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em Porto Alegre

06/06/2021 12h23

O Grêmio insistiu muito, e foi premiado. Depois de tentar durante todo primeiro tempo, a equipe de Porto Alegre conseguiu superar a retranca do Santa Cruz-RS e venceu por 3 a 0, hoje (6), na Arena, conquistando o título da Recopa Gaúcha. Os gols foram marcados por Guilherme Azevedo, Jhonata Robert e Léo Pereira.

O Tricolor chegou ao nono título desde 2016. Na lista, tem: Copa do Brasil, Libertadores, Recopa Sul-Americana, quatro Estaduais e duas Recopas Gaúchas.

O Grêmio volta a campo na próxima quinta-feira (10) para encarar o Brasiliense em jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. A equipe de Porto Alegre venceu por 2 a 0 o duelo de ida.

Foi bem: Guilherme Guedes cria chances

Após um primeiro tempo preso na marcação, o Grêmio cresceu na etapa final com avanços importantes de Guilherme Guedes, pela esquerda, que criou chances em vários cruzamentos.

Foi mal: Churín perde chances

Diego Churín recebeu mais uma oportunidade no ataque do Grêmio. Em campo, o atacante lutou muito, mas desperdiçou as chances que teve. Duas vezes acionado na área, concluiu para fora.

Primeiro jogo de goleiro no principal

Adriel disputou sua primeira partida na equipe principal do Grêmio. O goleiro de 20 anos recebeu oportunidade no lugar de Paulo Victor, que ficou no banco. Chapecó, que seria alternativa, testou positivo para covid-19. Brenno está com a seleção olímpica do Brasil.

O jogo do Grêmio: reservas atacam muito

O Grêmio preferiu levar a campo uma equipe suplente, mas não abriu mão de sua postura ofensiva. Frequentou o campo do Santa Cruz praticamente durante todo jogo. Com laterais indo ao ataque ao mesmo tempo, fechou seus atacantes de lado para colocar mais gente dentro da área. Além disso, liberou Everton para atuar quase ao lado de Churín, deixando funções defensivas apenas com Fernando Henrique e Bobsin. O time, porém, criou pouco graças ao bom jogo defensivo do rival. No segundo tempo, o trabalho dos laterais teve sucesso e o placar foi construído.

O jogo do Santa Cruz-RS: defensivo e bem postado taticamente

O Santa Cruz-RS entrou em campo ciente do que precisava fazer para ter chances de título. O técnico William Campos baixou suas linhas e organizou um 4-1-4-1 muito firme. Sem violência ou chegadas ríspidas, o time ocupou bem os espaços defensivos e impediu a criação de oportunidades do Tricolor. No ataque, a equipe viveu de alguns cruzamentos em lances de bola parada ou arrancadas em velocidade. No segundo tempo, atrás no placar, e já desgastada, a equipe deu espaço, cometeu falhas e perdeu o jogo.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 3 X 0 SANTA CRUZ-RS
Data
: 06/06/2021 (Domingo)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Erico Andrade de Carvalho
Auxiliares: Claiton Timm e Artur Avelino Birk Preissler
Cartões amarelos: Léo Pereira (GRE); Fogaça, Laion, Diego Rocha (STA)
Gols: Guilherme Azevedo, do Grêmio, aos 7 minutos do segundo tempo; Léo Pereira, do Grêmio, aos 19 minutos do segundo tempo; Jhonata Robert, do Grêmio, aos 45 minutos do segundo tempo;

GRÊMIO
Adriel; Victor Ferraz, Paulo Miranda, Emanuel e Guilherme Guedes; Fernando Henrique, Bobsin, Everton (Jean Pyerre), Léo Pereira (Jhonata Robert) e Guilherme Azevedo (Léo Chú); Diego Churín (Ricardinho).
Técnico: Pedro Sotero (analista de desempenho).

SANTA CRUZ-RS
Luiz Carlos; Ramon, Diego Rocha, Luís Henrique e Otávio; Ben Hur (Leylon), David (Kevlin), Laion (Robinho) e Chiquinho (Pepeto); Nena e Fogaça (Felipe).
Técnico: William Campos.

Grêmio