PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

RMP: "Flamengo jogou um futebol de sonho no 1º tempo contra a LDU"

Do UOL, em São Paulo

05/05/2021 00h56

Classificação e Jogos

O Flamengo levou um sufoco da LDU, mas conseguiu vencer o time equatoriano por 3 a 2, em Quito, nesta terça-feira (5), e manteve o aproveitamento de 100% na Libertadores. A equipe carioca chamou a atenção pelo desempenho no primeiro tempo, quando abriu uma vantagem de dois gols e exibiu um bom futebol nos mais de 2.850m de altitude.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte —com os jornalistas Vinícius Mesquita, Renato Maurício Prado, José Trajano e Alicia Klein—, a atuação do Flamengo no Equador foi muito elogiada.

"Foi o melhor primeiro tempo do Flamengo sob o comando de Rogério Ceni. Jogou um futebol de sonho. O Everton Ribeiro acordou. Começou muito bem e deu um passe lindo para Gabigol abrir o placar. O Flamengo estava tão bem que continuou pressionando, fez 2 a 0 e pensei que a partida estava liquidada", exaltou o colunista Renato Maurício Prado.

Porém, na volta do intervalo, a vida do Fla ficou mais difícil e a vitória esteve ameaçada. "A coisa complicou. A LDU chegou ao empate e, em determinado momento do jogo, achei que o Flamengo fosse perder. Houve um certo reequilíbrio a partir dos 20 minutos do segundo tempo e o time conseguiu estancar o sangramento. Numa jogada em que o Arrascaeta foi malandro, ele deixou o corpo na frente do zagueiro. E pênalti para o Flamengo, enquanto tiver o Gabigol, não precisa nem cobrar. Coloca a bola no meio do campo", brincou.

Apesar das dificuldades no segundo tempo, Renato acha que o Flamengo deu um passo decisivo para se classificar para as oitavas de final. "O time sofreu horrores no final, mas conseguiu uma vitória importantíssima. Nunca havia vencido em Quito e conseguiu seu melhor aproveitamento num início de Libertadores. Acho que dá pra dizer que a classificação está bem resolvida", comentou.

Porém, houve um ponto que chamou a atenção do colunista por destoar dos demais. "O Hugo me decepcionou muito. Pintou para fazer história no Flamengo, mas caiu muito de produção. Há quem diga que ele se deslumbrou. Hoje foi um desastre. Nem tanto pelos gols, mas deu saídas de bola que eram pra matar do coração. O Fla vai ter que continuar jogando com o Hugo, que não passa mais segurança. Hoje ele parecia uma borboleta alucinada. É para a torcida ficar desesperada", lamentou Renato Maurício Prado, ao analisar a atuação do goleiro rubro-negro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol