PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo sofre, tem William expulso e empata sem gols contra o Racing

William é expulso no jogo entre São Paulo e Racing pela Libertadores - AGIF/AGIF
William é expulso no jogo entre São Paulo e Racing pela Libertadores Imagem: AGIF/AGIF

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

05/05/2021 20h54

Classificação e Jogos

O São Paulo encontrou dificuldades e empatou por 0 a 0 com o Racing, da Argentina, na noite de hoje (5), no estádio El Cilindro, em Avellaneda (ARG), pela terceira rodada do Grupo E da Libertadores. Foi o primeiro empate do time comandado por Crespo na competição continental, após dois triunfos. A partida cresceu em drama quando o volante William foi expulso a 11 minutos do fim, mas a equipe brasileiro se segurou.

O esforço valeu ao time a proteção da liderança da chave. Com o resultado, o Tricolor paulista chega aos sete pontos, enquanto Racing é o segundo colocado, com cinco.

O São Paulo volta a jogar no domingo (9), às 18h (de Brasília), contra o Mirassol, em jogo válido pelo Paulistão 2021.

Quem foi bem: Reinaldo

Reinado foi o desafogo do São Paulo nos lances de criação. Escalado pelo lado esquerdo, o lateral tentou boas tramas e criou as melhores oportunidades da equipe no compromisso, mesmo que raras. O atleta ainda foi eficiente na marcação e fez boa dobradinha com Bruno Alves na recomposição.

Quem foi mal: Luciano

Luciano não conseguiu o que se espera dele na criação de jogadas e nas finalizações. O atacante foi escalado ao lado de Pablo no setor ofensivo e encontrou dificuldades para criar oportunidades de balançar as redes adversárias. Ele deu apenas um chute contra o gol adversário, ainda no primeiro tempo —justamente a melhor chance criada pelo time, com subida de Reinaldo. Com dores, ele acabou substituído por Gabriel Sara na segunda etapa.

Menos participativo, Daniel Alves acerta o travessão

Daniel Alves não teve uma atuação de destaque contra o Racing. Escalado na ala direita, como tem acontecido nos jogos mais recentes do São Paulo, o veterano teve dificuldades para criar chances de perigo por seu lado do gramado, bem marcado. Ele só participou ativamente de um lance no jogo, em uma cobrança de falta ainda no primeiro tempo, quando acertou o travessão.

William é expulso

O meio-campista foi expulso a 11 minutos do fim, depois de falta em Darío Cvitanich. O jogador usou de força desproporcional em uma dividida, mas não acertou em cheio o adversário, que se atirou ao chão. Essa havia sido a primeira falta cometida por William, um dos reforços contratados para a temporada. O árbitro chileno Piero Maza, porém, sacou o cartão vermelho, sem aceitar argumentações.

Atuação do Racing

Com uma formação semelhante à do São Paulo, com três zagueiros, o Racing teve uma atuação de destaque. A equipe mandante pressionou a saída de bola do adversário e impediu que o rival tivesse tranquilidade com os seus defensores. Miranda, Bruno Alves e Arboleda foram bem marcados pelos homens de frente do time argentino e não conseguiram construir a saída de bola que Crespo espera.

Atuação do São Paulo

O São Paulo teve a primeira atuação com mais dificuldades na Copa Libertadores. A ideia de saída de bola a partir dos zagueiros não funcionou como planejado por Hernán Crespo. O trio formado por Arboleda, Miranda e Bruno Alves falhou nos passes para os atletas de meio de campo por causa da boa marcação imposta pelo adversário. A dificuldade no início das jogadas culminou em um problema também no setor ofensivo. O visitante criou poucas chances de perigo contra o gol defendido por Gabriel Arias.

FICHA TÉCNICA:

RACING (ARG) X SÃO PAULO
Motivo
: 3ª rodada do Grupo E da Libertadores
Local: Estádio El Cilindro, em Avellaneda (ARG)
Data: 5 de maio de 2021 (quarta-feira)
Horário: às 19h (de Brasília)
Árbitro: Piero Maza (CHI)
Assistentes: Claudio Urrutia (CHI) e Juan Serrano (CHI)
Quarto árbitro: Angelo Hermosilla (CHI)

Cartão amarelo: Cáceres, Novillo, Gabriel Arias (Racing); Luan, Bruno Alves, Reinaldo, Miranda, Igor Vinícius, Hernán Crespo (São Paulo)

Cartão vermelho: William (São Paulo)

Racing (ARG): Gabriel Arias; Cáceres, Leonardo Sigali, Nery Domínguez, Novillo (Fértoli) e Mena; Ignacio Piatti, Mauricio Martínez e Miranda; Lovera (Santiago Godoy) e Maggi (Darío Cvitanich). Técnico: Juan Antonio Pizzi.

São Paulo: Tiago Volpi; Arboleda, Miranda e Bruno Alves (Léo); Daniel Alves (Igor Vinícius), Luan (William), Liziero, Martín Benítez (Eder) e Reinaldo; Luciano (Gabriel Sara) e Pablo. Técnico: Hernán Crespo.

Futebol