PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Conselho do Corinthians reprova contas de 2019, mas aprova números de 2020

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, em 2020 - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, em 2020 Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

27/04/2021 23h29

Classificação e Jogos

O Conselho Deliberativo do Corinthians — órgão responsável pelo cumprimento do estatuto do clube — se reuniu na noite de hoje (27) e reprovou as contas referentes ao ano fiscal de 2019 (déficit de R$ 195 milhões). Já os números da temporada seguinte (déficit de R$ 123 milhões) foram aprovados pelos conselheiros do clube do Parque São Jorge.

Como medida de precaução para zelar pela saúde dos envolvidos no encontro, o Corinthians realizou a reunião virtualmente. Cada um dos conselheiros participantes recebeu uma senha criptografada e apenas acessou a plataforma Eleja Online — contratada pelo clube para garantir a segurança e efetividade do processo — após confirmar dados que apenas o próprio usuário tinha conhecimento.

Na primeira votação, referente às contas apresentadas pela gestão do ex-presidente Andrés Sanchez em 2019, a oposição levou a melhor. Foram 132 votos a favor da reprovação das contas contra 130 votos a favor da aprovação. Na prática, com a derrota da situação, o ex-dirigente e sua diretoria poderão responder processo interno para apurar supostas irregularidades.

Na segunda parte da reunião, voltada para as contas referentes ao ano fiscal da última temporada (déficit de R$ 123 milhões), os conselheiros decidiram pela aprovação dos números. Foram 130 votos favoráveis à aprovação contra 124 pela reprovação.

Durante o encontro, conselheiros da oposição e da situação tiveram a palavra e argumentaram sobre suas decisões. O ex-presidente Andrés Sanchez também teve a palavra, reconheceu que houve acúmulo de gastos em sua última gestão, e pediu pela aprovação das contas. Duilio Monteiro Alves, atual presidente do Corinthians, também falou com os conselheiros.

Internamente, há um certo receio — sobretudo entre os membros da situação — sobre como ficará a credibilidade do Corinthians no mercado. O clube busca crédito no setor financeiro para manter em dias suas obrigações e não voltar a atrasar salários, como aconteceu no ano passado. Alguns membros da oposição veem a reprovação das contas como um sinal positivo para o mercado externo, já que o Conselho deu mostras de ser atuante no cumprimento do estatuto.

Orçamento 2021 aprovado

Ainda na noite de hoje (27), os conselheiros do Corinthians aprovaram a previsão orçamentária para 2021. Foram 205 votos favoráveis e apenas 28 votos contrários. No documento, o clube prevê uma arrecadação de R$ 500 milhões nesta temporada, sendo R$ 70 milhões com a venda de jogadores, e um pequeno lucro ao final do ano.

Corinthians