PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após vitória, Guto Ferreira destaca maratona decisiva do Ceará

Técnico Guto Ferreira, o "Gordiola", do Ceará - Felipe Santos/Comunicação Ceará
Técnico Guto Ferreira, o 'Gordiola', do Ceará Imagem: Felipe Santos/Comunicação Ceará

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

21/04/2021 22h08

Classificação e Jogos

Com somente uma derrota na temporada, o Ceará vem chamando atenção em suas partidas. Antes do jogo desta noite contra o Jorge Wilstermann, pela Sul-Americana, por exemplo, o Vozão estava há quatro jogos sem tomar gols. Agora com cinco vitórias consecutivas em todas as competições, a atenção do time se vira para a semifinal Copa do Nordeste. No sábado (24), o Ceará entra em campo contra o Vitória, às 16h, na Arena Castelão.

"É um tempo em que vamos ter muitas decisões. No sábado, enfrentamos o Vitória, que vem crescendo bastante na temporada e logo em seguida temos que viajar para a Argentina, para a partida contra o Arsenal de Sarandí, na terça-feira", disse o técnico, após a vitória por 3 a 1 sobre o time boliviano.

Na partida desta quarta-feira (21), o Ceará sofreu com uma queda de intensidade no começo do segundo tempo, justamente no momento em que o Jorge Wilstermann conseguiu abrir o placar em cobrança de pênalti de Osorio. Apesar da maior propensão ao ataque, o time boliviano não conseguiu levar perigo ao gol defendido por Richard.

"Eu acho que o placar de 2 a 0 contribuiu um pouquinho com essa queda. Digamos que nossa equipe tinha o controle do jogo, então ela deixou de ser intensa. Tanto que tomamos o gol e ficamos inseguros. Nós puxamos as jogadas importantes, eles tinham a condição do contra-ataque, tiveram os deles, e em nenhum conseguiram uma chance claríssima de gol. A partir da hora que nós tivemos as mudanças, conseguimos sanar um problema de maior intensidade no meio, onde houve uma queda", analisou Guto.

Segundo o técnico, o meio-campista Pedro Naressi sentiu um pequeno incômodo no joelho, "uma tendinite, nada grave". A entrada do atacante Saulo Mineiro também facilitou as coisas para o Vozão, de acordo com Guto, porque o time passou a exigir mais atenção da defesa adversária. A primeira chance de perigo do Ceará, após as modificações, surgiu justamente com Saulo, e o gol de Vina, que fechou o placar em 3 a 1, aconteceu minutos depois.

Contra o Vitória, o Ceará defende uma invencibilidade de 21 jogos na Copa do Nordeste, conquistada desde a edição de 2019. Campeão do torneio em 2020, o Vozão busca repetir o desempenho neste ano. A semifinal deste sábado será decidida em jogo único, com presença do VAR. Em caso de empate, o vencedor será definido nos pênaltis.

Futebol