PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Bola de Prata: Claudinho domina com quatro troféus; veja premiados

Claudinho, meia do Red Bull Bragantino, recebeu quatro troféus da Bola de Prata - André Porto
Claudinho, meia do Red Bull Bragantino, recebeu quatro troféus da Bola de Prata Imagem: André Porto

Do UOL, em São Paulo

26/02/2021 12h27Atualizada em 26/02/2021 14h08

A 51ª edição da Bola de Prata, premiação da ESPN Brasil, foi realizada hoje e premiou os melhores de cada posição do Campeonato Brasileiro. O destaque da premiação foi Claudinho, do Red Bull Bragantino. Ele ganhou quatro troféus, incluindo a Bola de Ouro, dada ao melhor jogador da competição.

Weverton, do Palmeiras, levou como melhor goleiro. Gustavo Gómez, do Palmeiras, e Junior Alonso, do Atlético-MG, venceram a Bola de Prata como melhores zagueiros.

Os laterais premiados foram Isla, do Flamengo, e Guilherme Arana, do Atlético-MG. Edenílson, do Internacional, e Gerson, do Flamengo, ficaram com a Bola de Prata entre os volantes.

Os meias premiados foram Arrascaeta, do Flamengo, e Claudinho, do Red Bull Bragantino. Luciano, do São Paulo, e Marinho, do Santos, foram eleitos os melhores atacantes da competição.

A Bola de Prata de melhor técnico ficou com Rogério Ceni, campeão brasileiro com o Flamengo.

Luciano e Claudinho subiram mais de uma vez ao palco. Eles dividiram a Bola de Prata como artilheiros do Brasileirão - ambos marcaram 18 gols. Além de artilheiro e meia, o jogador do Bragantino também ganhou como revelação do campeonato. No fim, Claudinho ainda encerrou com a Bola de Ouro.

"Não sei nem como agradecer. Parece que estou sonhando, parece que todos os pedidos que eu fiz para Deus estavam bloqueados e, quando desbloqueou, veio tudo de uma vez. Estou realizando todos os meus sonhos. Então, quero agradecer muito a Deus, à minha família, aos meus companheiros, que sem eles nada disso aqui seria possível. Muito obrigado a todos, divido essa premiação com vocês", disse Claudinho no final da premiação.

"Fico muito feliz por ficar marcado na história desse prêmio com esses quatro troféus que ganhei hoje", acrescentou.

Martín Benítez, do Vasco, venceu como gol mais bonito. O argentino marcou de bicicleta contra o Atlético-MG. No feminino, a Bola de Prata ficou com Julia Bianchi, do Avaí Kindermann.

Criada em 1970 pela Revista Placar, a Bola de Prata é produzida exclusivamente pela ESPN desde 2016. A premiação é realizada pelos jornalistas da ESPN e também por critérios técnicos do DataESPN, equipe de análises estatísticas da emissora.

Veja os premiados:

Goleiro: Weverton (Palmeiras)
Zagueiros: Gustavo Gómez (Palmeiras) e Junior Alonso (Atlético-MG)
Laterais: Isla (Flamengo) e Guilherme Arana (Atlético-MG)
Volantes: Edenílson (Internacional) e Gerson (Flamengo)
Meias: Arrascaeta (Flamengo) e Claudinho (Red Bull Bragantino)
Atacantes: Luciano (São Paulo) e Marinho (Santos)
Técnico: Rogério Ceni (Flamengo)
Bola de Ouro: Claudinho (Red Bull Bragantino)
Artilheiros: Luciano (São Paulo) e Claudinho (Red Bull Bragantino)
Gol mais bonito: Martín Benítez (Vasco)
Revelação: Claudinho (Red Bull Bragantino)
Bola de Prata feminina: Julia Bianchi (Avaí Kindermann)

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi publicado, Claudinho é meia do Red Bull Bragantino, e não do Flamengo. O erro foi corrigido.