PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

SPFC: Grupo de Casares elege 8 vitalícios no Conselho contra 2 da oposição

Julio Casares (à esquerda) e Olten Ayres Abreu Júnior (à direita) são do mesmo grupo político no São Paulo - Divulgação
Julio Casares (à esquerda) e Olten Ayres Abreu Júnior (à direita) são do mesmo grupo político no São Paulo Imagem: Divulgação

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

23/02/2021 20h16Atualizada em 23/02/2021 22h54

O São Paulo elegeu, na noite de hoje (23), dez novos membros vitalícios para o Conselho Deliberativo. Ao todo, oito nomes da situação garantiram uma vaga no grupo. Somente dois candidatos de oposição foram eleitos no pleito.

Havia uma lista com 40 possibilidades de votos. Dentre eles, 38 eram do grupo ligado a Julio Casares e somente dois opositores, mas que não têm nem sequer ligação com Roberto Natel, que foi candidato à eleição presidencial em dezembro passado. O antigo postulante ao cargo de mandatário perdeu força política e não contou com aliados na disputa. O seu irmão, Rodrigo Natel, nem sequer foi aprovado na prévia pelo Conselho Consultivo.

Foram eleitos João Farias Junior, Silvio Antonio Cassiano, Antonio de Sá, Sergio Tomita, Leonardo Serafim dos Anjos, Armando Luiz de Sá, Carlos Minoru Takagi e Marco Antonio Arezes como integrantes do grupo da atual gestão. Os únicos opositores foram Danilo Decoussau e Fábio Castello Branco Mariz de Oliveira, o vitalício mais votado da história do Conselho Deliberativo do São Paulo (103 ao todo) e que diz ter bom trânsito com membros da situação e da oposição — ele contou com votos dos dois grupos na eleição.

Fábio Mariz é integrante do grupo Nova Força, que contou com Marcelo Marcucci Portugal Gouvêa como candidato à presidência do Conselho Deliberativo, mas diz ter boa relação com o grupo de Casares, de quem se considera opositor: "Sou membro do Nova Força desde 2007, no último pleito, nos colocamos como oposição [a Julio Casares e Olten Ayres de Abreu Júnior] e lançamos o Marcelo Portugal Gouveia como candidato à presidência ao Conselho Deliberativo. Tive massivo apoio da oposição e votos da situação, especialmente pela proximidade que meu pai possui com a gestão [de Julio Casares] e pelo fato de muitos saberem da minha história profissional e o quanto sou são-paulino".

Ele seguiu passos diferentes do pai, Antonio Claudio Mariz de Oliveira, que apoiou candidatos de grupos distintos no pleito: Casares para o posto de mandatário e Marcelinho Portugal para o Conselho Deliberativo.

Ao todo, 244 dos 249 eleitores participaram do processo do São Paulo. Somente cinco ficaram fora da votação. Houve ainda 15 votos em branco no pleito para os novos membros vitalícios do Conselho Deliberativo.

Vale lembrar que os vitalícios já terão voto garantido na próxima eleição presidencial. Dos 67 candidatos ao posto de vitalício que disputaram a "prévia" no Conselho Consultivo, órgão dominado pela situação, 27 eram da oposição.

São Paulo