PUBLICIDADE
Topo

Real Madrid

Série mostra bastidores da "última dança" dos Galácticos do Real Madrid

Pôster de "Galáticos", a série documental da ESPN que conta ascensão e queda de um Real Madrid histórico - Divulgação
Pôster de "Galáticos", a série documental da ESPN que conta ascensão e queda de um Real Madrid histórico Imagem: Divulgação

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

23/02/2021 04h00

O verdadeiro time dos sonhos, que contratou um craque por ano e no fim acumulou tantas estrelas que mal conseguiu combiná-las no time titular. Ronaldo Fenômeno, Zidane, Luís Figo, Beckham e cia. formaram os Galácticos do Real Madrid, um time histórico por sua ambição e pela avassaladora cobertura midiática que em grande parte moldou o futebol atual. Amanhã (24) estreia uma série documental do canal ESPN que conta os bastidores desta história.

O seriado "Galáticos" tem três episódios de 30 minutos cada. Eles serão exibidos em ordem a partir das 19h30 (de Brasília) na ESPN. Para a criação do documentário, a produção fez 33 entrevistas e se debruçou sobre mais de 500 horas de imagens de arquivo daquele Real Madrid. Era mesmo um time galáctico, fascinante, mas que jogava melhor na publicidade do que em um campo de futebol.

"Há uma frase de Iván Helguera [zagueiro do Real na época] que diz 'o clube ganhava até quando perdia'. Ou seja, o marketing, os direitos de imagem e a publicidade como um todo eram tão importantes que de alguma forma passaram a consumir o futebol", explica Martin Ainstein, repórter especial da ESPN na Europa, que participou da produção da série.

Tudo começou quando Florentino Pérez assumiu o Real Madrid, em 2000, e o clube imediatamente aderiu à megalomania. Na própria campanha presidencial, ele já prometia pagar a multa rescisória de Luís Figo junto ao rival Barcelona —e assim o fez. Daí em diante, o Real contratou Zidane (em 2001), Ronaldo (dias após a Copa do Mundo de 2002) e David Beckham (2003).

Foi o primeiro e até hoje único time da história a reunir três vencedores do prêmio de melhor do mundo da Fifa —os três primeiros citados. A ambição, porém, trouxe mais problemas do que soluções: o próprio diretor esportivo do Real Madrid à época, Jorge Valdano, admite que o clube "ultrapassou o limite quando contratou Beckham". Não porque o meia inglês fosse um problema, mas porque trazia consigo um universo midiático que colaborou muito para a perda de foco da equipe no futebol.

"Esta dualidade entre as exigências de marketing e o bom desempenho em campo aparece nos três episódios. Não é que o futebol tenha tido menor importância, porque é claro que o clube queria ganhar, mas as obrigações de publicidade eram muitas: por um lado o tempo para treinar era curto, por outro, o time tinha que fazer viagens inesperadas para outro continente", comenta Rodolfo Martinez, vice-presidente de produção da ESPN nos Estados Unidos.

"Galaticos" lembra como o Real Madrid montou um time de supercraques sem no entanto uni-los em um supertime. A história vai de 2000 a 2006, começando por um título de Liga dos Campeões (antes do auge galáctico), passando pela era Vanderlei Luxemburgo e a legião brasileira e ao fim terminando em melancolia e reestruturação.

Real Madrid