PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Próximo do Santos, Ariel Holan foi carrasco do Peixe em sua 1ª Libertadores

Ariel Holan, ex-treinador da Universidad Católica - Divulgação/U. Católica
Ariel Holan, ex-treinador da Universidad Católica Imagem: Divulgação/U. Católica

Do UOL, em São Paulo

22/02/2021 04h00

Classificação e Jogos

Com a oficialização da despedida de Cuca do Santos, o anúncio da chegada do técnico Ariel Holan na Vila Belmiro passou a ser uma questão de horas. O argentino, inclusive, já recebeu um grande presente ontem (21): uma vaga na Copa Libertadores, confirmada com o empate em 1 a 1 contra o Fluminense. Por coincidência, na primeira de suas duas participações na competição, o treinador eliminou o Alvinegro da Vila Belmiro.

Apesar dos 60 anos de idade, a história de Ariel como técnico de futebol se iniciou em 2015, no Defensa y Justicia, da Argentina. Menos de dois anos depois, o treinador deu um passo importante na carreira ao ser anunciado pelo Independiente de Avellaneda, ainda que o clube vivesse um momento financeira e politicamente conturbado. Menos de um ano depois, no Maracanã, o técnico conquistou seu primeiro título ao vencer o Flamengo na final da Copa Sul-Americana.

Comandados de Holan eliminaram o Peixe em duelo polêmico

Na temporada seguinte, já na Libertadores, Ariel e seus comandados eliminaram o Santos da competição nas oitavas de final após uma enorme polêmica. Na ocasião, o Peixe foi punido por escalar irregularmente o meia Carlos Sánchez e, após uma decisão bastante contestada do tribunal da CONMEBOL, a partida de ida, um empate em 0 a 0, foi convertido em um triunfo dos argentinos por 3 a 0. Na volta, um novo empate sem gols sacramentou a classificação do Independiente, que acabaria eliminado nas quartas pelo futuro campeão River Plate.

Segunda Libertadores

Menos de seis meses após deixar o Independiente em comum acordo, Holan foi anunciado como técnico da Universidad Católica, do Chile, em dezembro de 2019. À frente do então bicampeão chileno, o treinador argentino não conseguiu classificar sua equipe às oitavas de final da Libertadores, que ficou com o 3º lugar do Grupo E, mas conseguiu vitórias contra Grêmio e Internacional.

Apesar da eliminação precoce na competição continental, Holan não teve dificuldades para conduzir a Católica a seu terceiro título chileno consecutivo, feito inédito na história do clube.

Retrospecto de Ariel Holan na Libertadores:

Jogos: 15
Vitórias: 5
Empates: 4
Derrotas: 6
Gols marcados por seus times: 13
Gols sofridos por seus times: 16

Futebol