PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2020

Bruno Covas, prefeito de SP, vai ao Rio assistir à final da Libertadores

Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo, marca presença no Maracanã na torcida pelo Santos - UOL
Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo, marca presença no Maracanã na torcida pelo Santos Imagem: UOL

Thiago Ferri

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/01/2021 17h01Atualizada em 30/01/2021 22h03

Entre as personalidades que marcaram presença no Maracanã hoje para a final da Copa Libertadores da América 2020, um torcedor do Santos chamou atenção: Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo.

Com a camisa alvinegra da equipe e máscara, o prefeito paulistano marcou presença no Rio para apoiar a equipe do coração.

Covas foi um dos vários torcedores convidados que puderam marcar presença no Maracanã. O setor onde o prefeito ficou concentrou muitos torcedores do Santos.

Prefeito está de licença

O prefeito de São Paulo está de licença médica desde o dia 19 de janeiro por causa do tratamento do câncer diagnosticado em 2019.

A princípio, a licença duraria dez dias para que o prefeito se recuperasse de sessões de radioterapia. Ele retornaria ao trabalho na última sexta-feira (29), mas na véspera decidiu adiar a volta para a segunda-feira (1º), de acordo com o jornal "O Estado de S. Paulo".

Durante o período da licença, o vice, Ricardo Nunes (MDB), ocupou o cargo.

São Paulo na fase vermelha

Por causa da pandemia do novo coronavírus, todo o estado de São Paulo está na fase vermelha, a mais restritiva do plano de flexibilização, desde às 20h de sexta-feira (29).

Até as 6h de segunda-feira, apenas serviços essenciais podem funcionar. O objetivo é conter o aumento de casos de covid-19 no estado.

Na fase vermelha, só é permitido o funcionamento de setores essenciais como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Serviços como bares e restaurantes só podem funcionar com retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.