PUBLICIDADE
Topo

Internacional

"Postulantes a nada": Abel lidera missão do Inter de evitar favoritismo

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

25/01/2021 04h00

Classificação e Jogos

Abel Braga é o líder de uma missão no Inter: deixar o favoritismo longe. O experiente treinador é quem vai blindar o grupo de jogadores de toda expectativa gerada pela campanha, a liderança do Brasileiro, a série de vitórias, o fim do jejum no clássico e a distância para o segundo colocado na classificação.

Sobram motivos para otimismo no Inter. O 2 a 1 conquistado de virada sobre o Grêmio, ontem, foi a oitava vitória seguida. O resultado quebrou um jejum de 11 jogos sem bater o rival. Além disso, numa rodada em que os resultados paralelos foram ótimos, o Colorado abriu quatro pontos em relação ao vice-líder, São Paulo.

"Eu prefiro que não se fale que somos postulantes a nada. Porque há duas rodadas ou três não éramos. Com quatro ou cinco vitórias, não éramos postulantes a nada. E não somos. Saímos disso, do descrédito que existia. E fomos crescendo com tranquilidade, seriedade e trabalho. Então, não vou levar, sinceramente, em consideração que teve uma reação. Caímos e levantamos imediatamente. É um momento especial, mas que não vai mudar nosso trabalho", disse Abel.

A oitava vitória seguida no Brasileiro faz o Colorado igualar as maiores sequências no campeonato sob formato de pontos corridos. O Cruzeiro de 2003 conseguiu vencer oito jogos consecutivos duas vezes na campanha do título daquele ano. O Flamengo fez tal série uma vez na trajetória de conquista do campeonato em 2019. E agora o Inter também conseguiu.

"Isso vai acabar uma hora. Tomara que demore. Mas, como não faltam muitos jogos, tomara que seja lá pelo final do campeonato. Não vamos pendurar flores, nem cair em armadilhas", explicou Abel Braga.

Abel tem experiência no Brasileiro. Não apenas nas repetidas campanhas que fez, mas pela conquista com o Fluminense em 2012.

"Um jogo assim eleva muito o caráter da equipe. Em momento algum, até agora, tivemos problema de soberba. O grupo é muito fechado, consciente, sabemos que não ganhamos nada ainda. Agora, se conseguimos nessa rodada, mais uma vez as coisas ocorreram bem, é ótimo. Ainda dependemos só de nós, mas quero que todos saibam que não vamos esmorecer, e o quanto o Brasileiro é difícil", falou o técnico.

A estratégia é não deixar que a euforia, o clima de "já ganhou", qualquer situação que traga tranquilidade em demasia atinja o grupo de jogadores.

"Todo mundo vai nos colocar como favoritos, mas nós não vamos nos considerar. Não mudamos nada. Teve música antes do aquecimento, teve atenção ao que falamos no hotel, teve vídeo. Sabíamos que o Grêmio era uma grande equipe", elogiou. "Eu estou velho para alguns. Para mim, não. Nunca me abalei com as críticas, sei para onde eu fui, as escolhas que fiz", completou.

Abel nem mesmo escolhe rivais. Segundo ele, muitos ainda estão na mesma condição do Inter.

"Todos os jogos são disputados, temos mais um confronto direto, mas os três pontos que ganhamos do Goiás foram os mesmos de hoje. Vamos, dentro da maior humildade e simplicidade, nos preparar para pegar o Bragantino", finalizou.

Os jogadores do Inter ganharam um dia de folga. O jogo com o Bragantino está marcado apenas para domingo.

Internacional