PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Grêmio vê "indignação" e não descarta reservas no resto do Brasileiro

Renato Gaúcho disse que usará reservas e deixará titulares treinando para Copa do Brasil - Fernando Alves/AGIF
Renato Gaúcho disse que usará reservas e deixará titulares treinando para Copa do Brasil Imagem: Fernando Alves/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

25/01/2021 12h00

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, ouviu a entrevista de Renato Gaúcho em que ele disse que jogaria o restante do Brasileirão com reservas, caso o mandatário autorizasse. E, depois dela, se manifestou. Bolzan não descartou suplentes, mas falou em "indignação".

"É só o presidente me autorizar que vamos utilizar a garotada, a transição", disse Renato se referindo ao "time B" do Grêmio, formado por jovens que deixam a base mas ainda não estão prontos para formar o elenco principal.

Tudo isso ocorreu após as reclamações sobre a arbitragem do Gre-Nal de ontem (24). Renato falou forte contra as ações do árbitro Luiz Flavio de Oliveira, dizendo que "não querem o Grêmio campeão" e que "acabaram com o campeonato". O Tricolor reclama um suposto pênalti não marcado em Ferreira, e do pênalti contra assinalado no fim do jogo, que definiu a vitória do Inter.

Romildo não descartou suplentes, mas relacionou a fala de Portaluppi com a irritação natural ao fim do jogo.

"É razoável que isso seja dito pela indignação. Tínhamos um jogo na mão, e tivemos e duas situações de pênalti, uma existente para o Grêmio, não marcada, e um pênalti que não foi, contra. Este ambiente gerado cria indignação. E temos que respeitar as posições fortes geradas. Quem está no processo, tem responsabilidade, leva a sério, tem compromisso com o resultado, como esta comissão técnica, quando isso acontece, fica indignado", afirmou o mandatário.

"O que vai acontecer? Não sei. Ações como esta (arbitragem) colocam fora por um erro toda uma situação, um trabalho. Pior, com recursos de visualização. Com o empurrão no Ferreira ou revisão de pênalti para o Inter não vistos", acrescentou.

O dilema gremista se dá pela vaga para a Libertadores. De olho na classificação direta, o time gaúcho depende do título da Copa do Brasil — cuja final será contra o Palmeiras — ou precisará de uma classificação boa no Brasileiro.

Atualmente em sexto com 51 pontos, o próximo compromisso será contra o Flamengo, em recuperação de jogo atrasado, na próxima quinta-feira, na Arena.

Grêmio