PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro reage, mas segue com incertezas para nova tentativa de acesso

Felipão tem mais três partidas à frente do Cruzeiro e sua permanência no clube não é certa - Bruno Haddad/Cruzeiro
Felipão tem mais três partidas à frente do Cruzeiro e sua permanência no clube não é certa Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Do UOL, em São Paulo

21/01/2021 04h00

O Cruzeiro precisava apenas de um empate para garantir sua permanência na próxima edição da Série B, mas venceu o Operário-PR, ontem (20), por 2 a 1, no estádio Independência. Se o resultado positivo afastou de vez o pior dos cenários para o clube mineiro, a perspectiva de estar longe da Série A por mais uma temporada impede qualquer celebração.

Desde a chegada de Felipão, a Raposa passou a ter um retrospecto que daria ao clube condições de brigar pelo acesso [56% de aproveitamento]. Apesar dessa mudança de patamar competitivo, a escassez de vitórias nas últimas rodadas fez com que a relação do torcedor com o experiente treinador se desgastasse.

O desejo de sua permanência já não é mais um consenso. Até mesmo o técnico tem titubeado sobre sua permanência e tem dito que precisa conversar sobre o assunto com a diretoria. Tal cenário pode trazer de volta à Toca da Raposa um fantasma que já parecia ter ido embora: a instabilidade. Claro que estamos falando do time de futebol, já que o cenário político e financeiro do clube ainda está longe de poder ser classificado como estável.

Felipão soube, por algum tempo, criar uma redoma em torno de sua equipe que a afastasse de temas e pressões que pudessem impactar no desenvolvimento de seu trabalho. Sua saída poderia trazer de volta um cenário parecido com o que o clube viveu no primeiro semestre de 2020 e que teve como reflexo o distanciamento das possibilidades de acesso.

Caso o técnico ou o clube decidam pelo fim do vínculo, o Cruzeiro terá novamente que buscar um novo comandante para seu projeto, como fez por tantas vezes nos últimos anos. Esse profissional, teria apenas um mês para treinar e conduzir a montagem do elenco da Raposa, que ao que tudo indica deve sofrer uma profunda reformulação -- que não deve contar com grandes reforços.

Os resultados tenderiam a não ser os melhores logo de cara, o que resultaria em pressão, que poderia gerar um novo looping negativo. Seja qual for o caminho escolhido por Felipão e pela diretoria, o clube terá de trilhar novamente o caminho de volta à elite do futebol brasileiro.

Futebol