PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Perícia contratada pelo Bahia aponta que Ramírez não chamou BH de "negro"

Bruno Henrique, do Flamengo, e Ramírez, do Bahia, discutem - Reprodução / TV Globo
Bruno Henrique, do Flamengo, e Ramírez, do Bahia, discutem Imagem: Reprodução / TV Globo

Do UOL, em São Paulo (SP)

23/12/2020 19h36

Classificação e Jogos

O Bahia informou que os laudos da perícia que o clube contratou para apurar o suposto caso de racismo não indicam que Índio Ramírez chamou o atacante do Flamengo, Bruno Henrique, de "seu negro".

De acordo com o clube baiano, o meia colombiano disse: "Tá quanto?" para o camisa 27 rubro-negro. A discussão entre os dois jogadores aconteceu aos 20 minutos do segundo tempo, quando o Bahia vencia a partida por 3 a 2 — o resultado final foi a vitória do Flamengo por 4 a 3, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, no último domingo (20).

Na derrota do Tricolor de Aço, Ramírez foi acusado pelo meio-campista Gerson de racismo. O colombiano teria dito ao meia: "Cala a boca, negro". Após as acusações, o jogador estrangeiro gravou um vídeo publicado nas redes sociais de seu clube dizendo que foi chamado de "gringo de merd*" pelo atacante Bruno Henrique.

Em entrevista divulgada pela FlaTV hoje à tarde, Gerson afirmou que nunca inventaria um episódio grave como esse e lamentou que situações de preconceito ainda sejam comuns na sociedade.

Futebol