PUBLICIDADE
Topo

Bayern de Munique

Lewandowski foi garoto-problema e escapou da delinquência antes do futebol

Simon Hofmann/Bundesliga/Bundesliga Collection via Getty Images
Imagem: Simon Hofmann/Bundesliga/Bundesliga Collection via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

18/12/2020 04h00

Eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa na tarde de ontem (17), no Prêmio "The Best" 2020, Robert Lewandowski não é uma figura tão polêmica assim no futebol. Mas na adolescência era. Em sua biografia, o polonês revelou que atacava delegacias de polícia com cascas de banana e também dirigia em alta velocidade antes mesmo de ter habilitação.

"Pegava o carro de meus pais várias vezes. Era menor de idade e não tinha carteira de motorista. Claro que hoje sei que isso é errado", conta o atacante do Bayern de Munique em sua biografia, "Minha História Real", lançada na Europa em 2016 —mas não no Brasil.

As aventuras do jovem Lewandowski iam bem além disso. "Só por causa do tédio, a gente dirigia até uma delegacia de polícia e deixava eles nos perseguirem", recorda. Na biografia, conta ainda que ele e os amigos jogavam cascas de banana e potes de iogurte nas delegacias. Uma das vezes, quando deram um passo a mais e soltaram fogos, tiveram que passar algumas horas detidos.

"Eu não era sempre uma criança calma, um bom garoto. Quando criança a gente às vezes faz coisas estúpidas", admite o agora melhor do mundo.

O mau comportamento de Lewandowski não passou impune ao treinador de futebol do então adolescente. Uma vez o atacante foi pego fumando e teve que cuidar dos extintores de incêndio do campo de treinamento por seis meses. De noite, recebia ordens de fazer flexões e correr na floresta. "Tudo como punição", lembra o jogador.

Aos 32 anos, o atacante polonês desbancou Cristiano Ronaldo e Lionel Messi para vencer o "The Best" 2020. A votação que determinou o campeão teve votos de jornalistas, treinadores e capitães das seleções nacionais e também de torcedores — que escolheram seus favoritos no site oficial da Fifa. Além dos três primeiros, os outros oito candidatos eram Thiago Alcântara, Kevin De Bruyne, Sadio Mané, Kylian Mbappé, Neymar, Sergio Ramos, Mohamed Salah e Van Dijk.

Bayern de Munique