PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Fla aproveita falha do Botafogo, vence por 1 a 0 e ameniza pressão

Do UOL, em São Paulo

05/12/2020 18h56

Depois da queda na Libertadores no meio da semana, a turbulência na Gávea diminui um pouco. Hoje (5), no Nilton Santos, o Flamengo venceu o clássico contra o Botafogo por 1 a 0 e garantiu mais três pontos no Campeonato Brasileiro. Everton Ribeiro fez o gol que resultou no segundo triunfo de Rogério Ceni no comando da equipe, após falha de Marcinho.

Com o resultado, o Fla chega a 42 pontos, em terceiro lugar, e iguala o Atlético-MG. Os mineiros ainda jogam na rodada e os cariocas têm partida atrasada a realizar. O Alvinegro segue em situação delicada: são 20 pontos, na vice-lanterna da tabela.

Sem a Libertadores pela frente, o Flamengo terá a semana livre para se preparar para o duelo contra o Santos, no dia 13 (domingo), às 16h. A partida acontece no Maracanã. O Bota vai até o Morumbi, na próxima quarta-feira (9), onde enfrentará o São Paulo em partida atrasada do primeiro turno. O jogo está marcado para as 21h30.

Gerson vai bem no clássico

O meio-campista foi o destaque do jogo da 24ª rodada pois correu bastante e se apresentou ao jogo mesmo tendo de lidar com uma marcação individual de Honda. Participou da pressão que terminou no gol flamenguista. Gerson, por sinal, foi quem visualizou a chegada de Everton Ribeiro e deu um passe açucarado.

O pior: Marcinho

A estratégia dos donos da casa era evidente: se fechar atrás e dificultar as ações do rival. Mas um erro de passe de Marcinho na saída de bola, no início do segundo tempo, obrigou o Botafogo a mudar os planos. Isto porque o Fla abriu o placar após o vacilo e o Alvinegro se viu forçado a ir para o ataque.

Flamengo domina, mas não convence

A superioridade do Flamengo em campo era notória. Posse de bola de 71% no primeiro tempo e jogo praticamente em um lado do campo: o da defesa botafoguense. Mas a criação não foi das melhores, ainda que a equipe tenha conseguido a vitória. Lento em muitos momentos, o Rubro-negro exagerou em cruzamentos (18 só na etapa inicial) e levou pouco perigo a Cavalieri. A situação melhorou quando saiu o gol, resultado de uma pressão bem feita na saída adversária, mas não foi inspiradora.

Botafogo acorda após levar gol

Diego Alves praticamente assistia ao clássico no Nilton Santos depois de uma chegada relâmpago aos 20 segundos, em que defendeu chute forte de Pedro Raúl. Os homens de frente do Glorioso, presos à função de marcação, começaram a aparecer quando Everton Ribeiro guardou o seu. Honda foi recuado no meio e Babi ocupou mais um espaço na frente e o time se lançou algumas vezes ao campo ofensivo.

Estreia, mas nem tanto

O clássico deste sábado marcou o início de trabalho da nova comissão técnica do Botafogo, liderada por Eduardo Barroca. Mas o treinador, diagnosticado com Covid-19, não pôde estar à beira do campo. Desta forma, foi o auxiliar Felipe Lucena o responsável por comandar a equipe na partida.

Provocação botafoguense

Faixa no Engenhão antes de Botafogo x Flamengo - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

"Aqui prezamos pelas vidas". Foi com esses dizeres em uma faixa aberta nas arquibancadas do Nilton Santos que os torcedores do Glorioso receberam o rival neste sábado, em possível alusão à forma com que o Flamengo vem lidando com a negociação com as famílias das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, no início de 2019.

Após idas e vindas — o Rubro-negro ameaçou ir ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e a faixa foi retirada por um momento —, a provocação voltou às arquibancadas ao longo da partida. Segundo apuração do UOL Esporte, a diretoria botafoguense está convicta de suas medidas durante a pandemia e entende que os dizeres se referem a este assunto. Portanto, a faixa foi recolocada.

Cronologia do jogo

O Flamengo abriu o placar depois de erro de Marcinho na saída de bola. A pressão surtiu efeito, Gerson ficou com a bola e encontrou Everton Ribeiro livre na entrada da entrada. O camisa 7 só chapou no canto de Cavalieri e balançou as redes. Aos 39 da etapa final, Victor Luis deu um carrinho forte em Rodrigo Muniz e foi expulso. O mesmo aconteceu com Gustavo Henrique, advertido com o vermelho depois de segurar Lucas Campos na entrada da área — o jogador sairia cara a cara com Diego Alves.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 1 FLAMENGO

Data: 5 de dezembro de 2020, sábado
Horário: 17h
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau
VAR: Daniel Nobre Bins
Cartões amarelos: Rhuan (Botafogo); Everton Ribeiro (Flamengo)
Cartões vermelhos: Victor Luis (Botafogo); Gustavo Henrique (Flamengo)

GOL: Everton Ribeiro, aos 9 minutos do segundo tempo;

BOTAFOGO
Diego Cavalieri; Marcinho (Barrandeguy), Marcelo Benevenuto, Rafael Forster, Victor Luis; José Welison (Matheus Babi), Honda, Caio Alexandre (Luiz Otávio), Bruno Nazário (Lucas Campos), Rhuan (Kalou); Pedro Raul. Técnico: Felipe Lucena.

FLAMENGO
Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique, Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro (Michael), Arrascaeta; Bruno Henrique (Vitinho), Pedro (Rodrigo Muniz). Técnico: Rogério Ceni.