PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Suposta filha de Maradona grava vídeo pedindo reconhecimento de paternidade

Magali Gil, que se diz a sexta filha de Maradona, vai às redes sociais cobrar reconhecimento de paternidade - Reprodução/Instagram
Magali Gil, que se diz a sexta filha de Maradona, vai às redes sociais cobrar reconhecimento de paternidade Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

03/12/2020 12h01Atualizada em 03/12/2020 13h52

Magali Gil afirma, desde o ano passado, ser uma das filhas de Diego Maradona e foi às redes sociais cobrar o reconhecimento da paternidade. Se fosse comprovado o parentesco, ela seria a sexta filha do jogador.

Uma semana após a morte do ídolo argentino, Magali publicou um vídeo no Instagram para exigir ser reconhecida como filha. "Em primeiro lugar, digo a vocês que a minha busca sempre foi a mesma, nunca teve desvio. Sempre foi simples: resolver minha identidade, saber se Diego Maradona é meu pai biológico".

"Este é um direito universal, é um direito que corresponde a todos nós, a todas as pessoas do mundo. Por isso peço, exijo que esta questão seja tratada com o respeito que merece", continuou.

Magali também deixou claro que, mesmo com o suposto pai já morto, ela não vai deixar de buscar uma resolução.

Por outro lado, em relação à minha causa, comunico que isso continua. Minha causa nunca parou. Nunca vai parar. Não vou parar enquanto não resolver isso. Até saber se Diego Maradona é ou não meu pai biológico.

"Para finalizar, peço respeito e empatia porque há uma pessoa do outro lado", disse ela.

Ela soube da história em 2018

Em uma segunda publicação, Magali também contou mais detalhes sobre sua desconfiança a respeito do parentesco com Maradona. Ela disse que soube da informação em 2018, e no ano seguinte foi a público para tentar comprovar a desconfiança.

Em outubro de 2019, ela foi a um programa de televisão italiano e afirmou ser filha do craque argentino. Magali nasceu em dezembro de 1995, época em que Maradona atuava como técnico do Racing, e foi dada para adoção.

"Como é de conhecimento público, no final de 2018, minha mãe biológica entrou em contato comigo para me contar que, segundo ela, meu pai seria Diego Armando Maradona. Sempre tive conhecimento de que fui adotada e conhecia o nome da minha mãe biológica. O que nunca soube é quem era o meu pai", escreveu ela.

"A surpresa da notícia me comoveu e despertou em mim a necessidade de conhecer minha identidade, algo consagrado como um direito universal", continuou.

Futebol